A Cor Verde de Uma Tempestade

A imagem acima mostra uma “bela” nuvem de tempestade que passou através da parte central do estado norte-americano de Illinois em 11 de Julho de 2008. A foto foi feita enquanto a nuvem viajava de nordeste para sudoeste, ou seja, da direita para a esquerda na foto acima. Interessantemente essa é a direção oposta que as tempestades normalmente se movem nas latitudes intermediárias do hemisfério norte. Pode-se notar na nuvem de tempestade uma franja verde ao longo da sua borda, neste caso essa franja ficou visível por 45 a 60 segundos. A cor verde em tempestades normalmente é associada com um tempo severo, particularmente com a queda de granizo. Contudo, neste caso, a presença de granizo não foi suficiente para dar a toda a tempestade uma coloração esverdeada. Nem granizo e nem nuvens de funil foram relatadas durante a tempestade. A coloração verde nas tempestades parece estar relacionada com a luz do Sol avermelhada, correspondendo ao momento do dia em que a tempestade ocorre e dependendo também da posição do Sol no Sol, e às propriedades de absorção da água presente dentro da tempestade, correspondendo ao conteúdo de líquido das nuvens de tempestade. A luz que ilumina as nuvens, a cor do segundo plano contra o qual a nuvem é observada, sua espessura e talvez até o tamanho das gotas chuva em seu interior, provavelmente são fatores que têm um papel decisivo na coloração assumida pelas nuvens de tempestade.

Fonte:

http://epod.usra.edu/blog/2012/03/green-color-in-thunderstorms.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.