50 anos do Lançamento da Explorer 9 – A Primeira Sonda Colocada em Órbita Por Um Foguete Sólido

A Explorer 9, foi a primeira sonda a ser colocada em órbita por um foguete sólido e a primeira a ser lançada com sucesso desde as Ilhas Wallops. Seu lançamento aconteceu em 16 de Fevereiro de 1961, ou seja, há 50 anos.

A Explorer 9, foi  primeira de uma série de esferas infláveis de 3.66 metros de diâmetro que foram colocadas em órbita com sucesso para determinar densidades atmosférica. Ela era idêntica tanto em objetivo como em configuração ao lançamento anterior também com sucesso da Explorer S-56.

A sonda consistia de camadas alternadas de alumínio e filmes de Mylar. Uniformemente distribuídas sobre a superfície de alumínio estavam marcas circulares brancas com 5.1 centímetros de diâmetro para controle térmico da sonda. A esfera foi empacotada em um tubo com 21.6 centímetros de diâmetro e 48.3 centímetros de comprimento e montada no nariz de um veículo lançador de quatro estágios. Uma vez que acontecesse a separação do terceiro e quarto estágios, uma garrafa de nitrogênio inflava a esfera e uma separação final ejetava a esfera colocando-a em órbita.

Os dois hemisférios de alumino eram separados por um espaço de Mylar no equador da sonda e servia como antena. Um sinal de 136 MHz, 15 mW foi reservado para as propostas de rastreamento da sonda, mas o sinal falhou na primeira órbita e a rede de câmeras SAO Baker-Nunn foi usada para rastrear o artefato. Ela era alimentada por energia solar captada por células e também por baterias recarregáveis.

A sonda reentrou na atmosfera da Terra em 9 de Abril de 1964.

Fonte:

http://www.spaceref.com/news/viewnews.html?id=1503

 

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo