Cloud City in a Galaxy Far, Far Away...

Uma Cidade de Observatórios Sobre as Nuvens

Space Today
9 mar 2015

Cloud City in a Galaxy Far, Far Away...

observatory_150105Parecido com um cruzamento entre a Cidade das Nuvens Bespin e o planeta gelado Hoth da Guerra das Estrelas: O Império Contra-Ataca, vemos nesta fotografia o Observatório de La Silla do ESO coberto de neve ao pôr do Sol.

As cúpulas características dos telescópios de La Silla estão fechadas, protegendo assim os instrumentos das condições climatéricas adversas e do tempo gelado. Entre a pletora de branco, o telescópio MPG/ESO de 2,2 metros distingue-se particularmente devido à sua cúpula prateada. Numa noite normal, à medida que escurece, as cúpulas dos telescópios abrir-se-iam para começar a sua rotina noturna de observar o cosmos.

Apesar de se encontrar localizada numa região muito seca do planeta, La Silla sofre ocasionalmente alguma precipitação sob a forma de neve e de chuviscos, tal como pode ser visto nesta fotografia tirada pelo Embaixador Fotográfico do ESOMalte Tewes. No entanto, apesar de fazer frio no deserto do Atacama, onde La Silla se encontra, raramente a temperatura desce abaixo dos zero graus Celsius… Por isso, como é que pode haver neve?

O ar seco da região desempenha um papel importante neste fenômeno. Em condições de aridez, os flocos de neve formam-se e à medida que caem dá-se uma pequena quantidade de evaporação. Este processo retira calor ao floco de neve, mantendo-o suficientemente frio para sobreviver à descida numa região onde a temperatura não é suficiente para gelar. Em resumo, quanto mais baixa for a umidade na atmosfera, maior será a temperatura à qual pode nevar – e é por isso que temos neve no deserto do Atacama.

Fonte:

http://www.eso.org/public/brazil/images/potw1510a/

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários