pia19606_main_labeled

Space Today TV Ep.22 – Atualização da Missão da Sonda Dawn Em Ceres

Space Today
3 ago 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

pia19606_main_labeled

Novos mapas coloridos de Ceres, baseados nos dados obtidos pela sonda Dawn, da NASA, mostram uma topografia diversa, no planeta anão, com diferenças de alturas entre as partes mais profundas das crateras, e os picos das montanhas chegando a 15 quilômetros.

Os cientistas continuam a analisar os últimos dados da sonda Dawn, enquanto ela caminha para a sua terceira órbita de mapeamento.

“As crateras que nós encontramos em Ceres, em termos de profundidade e diâmetro, são muito parecidas com aquelas encontradas em Dione e Tétis, dois satélites congelados de Saturno, que são do mesmo tamanho aproximado de Ceres. As feições, ali descobertas, são muito consistentes com crostas ricas em gelo”, disse Paul Schenk, geólogo do Lunar and Planetary Institute em Houston e membro da equipe de ciência da sonda Dawn.

Algumas dessas crateras e outras feições agora possuem nomes oficiais, inspirados pelos espíritos e divindades relacionadas com a agricultura, de uma variedade de culturas. A União Astronômica Internacional, recentemente aprovou alguns nomes para as crateras encontradas em Ceres.

Entre as feições recém-nomeadas, temos a Occator, a misteriosa cratera que possui os pontos mais brilhantes de Ceres, que tem um diâmetro aproximado de 90 quilômetros e uma profundidade de cerca de 4 quilômetros. Occator é o nome de um antigo método de lavoura romano.

quadro_nome_crateras_ceres

Uma cratera menor com material brilhante, previamente, chamada de Spot 1, é agora identificada como Haulani, em homenagem à deusa havaiana das plantas. Haulani tem um diâmetro de 30 quilômetros. Os dados de temperatura, obtidos pelo espectrômetro de mapeamento visível e infravermelho da Dawn, mostra que essa cratera parece ser mais fria do que a maior parte do território ao redor.

A cratera Dantu, denominada assim, em homenagem ao deus ganês, associado com a plantação do milho, tem cerca de 120 quilômetros de diâmetro e 5 quilômetros de profundidade. A cratera Ezinu, nome dado em homenagem a deusa suméria dos grãos, tem aproximadamente o mesmo tamanho. Ambas tem a metade do tamanho da Kerwan, denominada assim em homenagem ao espírito Hopi do milho brotando, e Yalode, que recebeu esse nome em homenagem a deusa africana Dahomey, adorada pelas mulheres durante a colheita.

pia19607

“As crateras de impacto Dantu e Ezinu, são extremamente profundas, enquanto que as bacias de impacto maiores como a Kerwan e a Yalode exibem uma profundidade muito mais rasa, indicando o aumento da mobilidade do gelo com o tamanho e com a idade da cratera”, disse Ralf Jaumann, um membro da equipe de ciência da sonda Dawn no German Aerospace Center, DLR, em Berlin.

Quase que diretamente ao sul de Occator, está Urvara, uma cratera denominada em homenagem a divindade Indiana e Iraniana das plantas e dos campos. Urvara, tem cerca de 160 quilômetros de diâmetro e 6 quilômetros de profundidade, e possui um pico central proeminente, com 3 quilômetros de altura.

A sonda Dawn, está atualmente descendo para a sua terceira órbita científica, a menos de 1500 quilômetros acima da superfície de Ceres, ou três vezes mais próxima do que sua órbita anterior. A sonda irá alcançar essa órbita em meados de Agosto de 2015, e começará a nos mandar imagens e dados novamente.

Ceres, com um diâmetro de 940 quilômetros, é o maior objeto do cinturão principal de asteroides, localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter. Isso faz de Ceres ter cerca de 40% do tamanho de Plutão, outro planeta anão, que foi sobrevoado pela sonda New Horizons, no dia 14 de Julho de 2015.

pia19608

No dia 6 de Março de 2015, a sonda Dawn, fez história, se tornando a primeira missão a alcançar um planeta anão, e a primeira a orbitar dois alvos extraterrestres distintos. Ela conduziu uma extensa pesquisa do asteroide Vesta em 2011-2012.

A missão Dawn, é gerenciada pelo JPL para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. A sonda Dawn é um projeto do Discovery Program gerenciado pelo Marshall Space Flight Center da NASA, em Huntsville, no Alabama. A UCLA é responsável pelas operações gerais da sonda Dawn. A empresa Orbital ATK Inc., em Dulles, Virginia, desenhou e construiu a sonda. O German Aerospace Center, o Max Planck Institute for Solar System Research, a Italian Space Agency, e o National AStrophysical Institute são parceiros internacionais da equipe da missão. Para uma lista completa dos participantes, visite:

http://dawn.jpl.nasa.gov/mission

Mais informações sobre a missão Dawn estão disponíveis, em:

http://dawn.jpl.nasa.gov

http://www.nasa.gov/dawn

Fonte:

http://www.nasa.gov/jpl/dawn/new-names-and-insights-at-ceres

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários