O Primeiro Mergulho da Cassini Entre Saturno E Seus Anéis – Momento Histórico

Space Today
28 abr 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Sabe aqueles dias históricos para a astronomia? Então, coloque o dia 26 de Abril de 2017 na agenda e jamais esqueça dele. Foi nesse dia que uma sonda construída pelo ser humano fez a sua passagem mais próxima por um dos planetas mais queridos e tidos por muitos o mais belo do nosso Sistema Solar, Saturno. A sonda Cassini nesse dia, começou uma série de 22 mergulhos passando numa região entre o planeta e seus anéis, região essa que tem 2000 km de largura, esses mergulhos fazem parte do chamado Grand Finale da missão, que explora Saturno e seu sistema desde 2004 e que tem seu final já definido, no dia 15 de Setembro de 2017.

A Cassini realmente fez história, ela passou por uma região nunca antes visitada por nenhum artefato construído pela humanidade, além disso, ela foi a sonda que passou mais perto do gigantes dos anéis. No ponto mais próximo da sua trajetória, a sonda passou a cerca de 3000 km acima das nuvens da atmosfera de Saturno, e mesmo usando a sua câmera de grande angular, as imagens são espetaculares. Lembrando que essas regiões mostradas nessas imagens anteriormente eram registradas com a câmera de ângulo restrito da Cassini.

A primeira imagem que foi transmitida é realmente incrível e mostra o centro da famosa tempestade em forma de vórtice existente no polo norte de Saturno. A estrutura hexagonal da tempestade não é observada, mas podemos ver claramente o que acontece no seu interior com uma grande riqueza de detalhes. A região central circular, tem cerca de 3600 km de largura.

As imagens seguintes começaram a mostrar as bandas atmosféricas de Saturno, e as manchas brancas que aparecem nas imagens, nada mais são do que as nuvens de grande altitude de Saturno, provavelmente feitas de gelo de água ou amônia. As nuvens mais profundas podem ser vistas atrás dessas manchas brancas e aparecem seguindo as longas linhas causadas pelos fortes ventos que varrem a atmosfera de Saturno.

Passar por essa região localizada entre o planeta e os anéis é algo de alto risco, por isso essa aventura foi guardada para o final da missão, além é lógico de se aproveitar das inúmeras observações para que modelos confiáveis pudessem ser construídos e garantissem a saúde da sonda durante a passagem. Mesmo assim, a antena da Cassini em forma de prato foi usada como escudo para proteger a sonda de qualquer partícula que ela pudesse encontrar pelo caminho.

“Nenhuma sonda jamais passou tão perto assim de Saturno antes. Tudo que tínhamos até então eram previsões baseadas nas nossas observações e na experiência que tínhamos com os anéis de Saturno, mas não sabíamos exatamente como seria esse ambiente”, disse o Gerente de Projeto da Cassini, Earl Maize do JPL da NASA em Pasadena, na Califórnia. “Eu estou feliz em poder relatar para vocês que a Cassini passou pelo gap entre o planeta e os anéis da forma como foi planejado e ela segue saudável do outro lado da passagem”, relatou ele logo após a confirmação da passagem da sonda e do recebimento do primeiro sinal.

O segundo mergulho da série de 22 acontecerá no dia 2 de Maio de 2017. Fiquem ligados aqui para mais imagens e acompanhem tudo sobre o final da missão Cassini, nas redes sociais do Space Today e no nosso canal no YouTube.

Fontes:

https://www.nasa.gov/feature/jpl/nasa-spacecraft-dives-between-saturn-and-its-rings

https://lightsinthedark.com/2017/04/27/cassini-survived-its-historic-first-pass-between-saturn-and-rings-first-pics-in/

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários