Instrumento MUSE do VLT Detecta Gigantesca Estrutura Ao Redor de Quasar Distante

Space Today
20 nov 2017

Esta Foto da Semana mostra uma enorme nuvem de gás em torno do quasar longínquo SDSS J102009.99+104002.7, obtida pelo instrumento MUSE (Multi Unit Spectroscopic Explorer) montado no Very Large Telescope do ESO (VLT) no Observatório do Paranal. Os quasares são centros luminosos de galáxias ativas, que se mantêm em atividade devido ao material que cai no seu buraco negro central supermassivo. Este quasar e a nuvem ao seu redor situam-se a um desvio para o vermelho maior que 3, o que significa que estão sendo observados apenas 2 bilhões de anos após o Big Bang.

A nuvem de gás (ou nebulosa) que rodeia o quasar é conhecida pelos astrônomos como uma Enorme Nebulosa Lyman-alfa. Este tipo de nebulosas são estruturas de gás massivas que se formaram no Universo primordial e podem ajudar os astrônomos a compreender melhor como é que o momento angular — que explica a rotação que se observa nas galáxias mais recentes — se criou no Universo. Graças ao instrumento MUSE revolucionário, é agora possível observar estas nebulosas gigantes raras com mais detalhe do que o obtido até hoje.

Esta Enorme Nebulosa Lyman-alfa, em particular, tem um diâmetro de cerca de um milhão de anos-luz e as capacidades espectrais e de imagem do MUSE permitiram aos astrônomos medir pela primeira vez a assinatura de movimentos em espiral nesta nebulosa.

Crédito:

ESO/Arrigoni Battaia et al.

Fonte:

http://eso.org/public/brazil/images/potw1747a/?lang 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.