heic1404b1920 (1)

Hubble e Chandra Mostram o Material Sendo Arrancado da Galáxia Espiral ESO 137-001

Space Today
1 ago 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

heic1404b1920 (1)

A galáxia espiral ESO 137-001, desloca-se através do massivo aglomerado de galáxias Abell 3627 a cerca de 220 milhões de anos-luz de distância. A distante galáxia é vista aqui, numa imagem colorida, que na verdade é uma composição de imagens feitas pelo Hubble e pelo Chandra, através de um primeiro plano repleto de estrelas da Via Láctea, na constelação de Triângulo Australe. Como a espiral desloca-se a cerca de 7 milhões de quilômetros por hora, seu gás e poeira são arrancados quando a pressão da galáxia contra o meio interestelar quente e tênue do próprio aglomerado se sobrepõe à gravidade da galáxia. Evidente no dado do Hubble na luz visível, brilhantes aglomerados de estrelas se formaram no material arrancado ao longo das listras azuis. Os dados de raios-X do Chandra, mostram a enorme extensão, do gás arrancado e quente, como um difuso rastro azul se esticando por mais de 400000 anos-luz em direção a parte inferior direita da imagem. A significante perda de poeira e gás fará com que a formação de novas estrelas na galáxia, seja algo difícil de acontecer. Uma galáxia elíptica amarelada, com falta de gás e poeira para formação de estrelas é vista logo à direita da ESO 137-001 no frame.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap150801.html

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários