Engenheiros Recuperam o Contato Com o Satélite Angosat 1

Space Today
31 dez 2017

A empresa russa que construiu o primeiro satélite de comunicações de Angola, anunciou nessa sexta-feira, dia 19 de Dezembro de 2017 que conseguiu reestabelecer o contato com a nave depois que os engenheiros pararam de receber os sinais, pouco depois do lançamento do satélite pelo foguete Zenit.

Os controladores em terra perderam o contato com o satélite de comunicações Angosat 1, pouco depois dele ter sido colocado na sua órbita a mais de 36000 km de altura sobre o equador após ter sido lançado na última terça-feira, dia 26 de Dezembro de 2017, direto do cosmódromo de Baikonur no Cazaquistão.

O satélite Angosat 1, pesando 1647 Kg, foi construído pela empresa russa RSC Energia, e foi lançado a bordo de um foguete ucraniano Zenit com um estágio superior russo Fregat SB, que com sucesso manobrou e colocou o satélite na sua órbita geoestacionária, nove horas depois da decolagem.

O satélite estabeleceu contato com os controladores em terra como esperado, depois da separação do foguete, mas os oficiais disseram que perderam as comunicações com o Angosat 1. Os relatos nos noticiários russos diziam que a perda de comunicação com o Angosat 1 ocorreu enquanto o satélite estendia seus painéis solares, uma das primeiras atividades planejadas depois que o satélite atingiu sua órbita.

A RSC Energia disse num comunicado na sexta-feira que os engenheiros conseguiram reestabelecer as comunicações com o Angosat 1, e que todos os parâmetros dos sistemas a bordo do satélite estão normais.

Espera-se que o Angosat 1 derive para a sua posição final de operação, em 13 graus de longitude leste, onde ele irá se sincronizar com a rotação da Terra e ficará sobre a mesma posição geográfica, fornecendo serviços de televisão de banda larga, internet, rádio e outros tipos de telecomunicações para Angola, partes da África e Europa.

O satélite carrega 16 transponders da banda C e 6 da banda Ku, e o seu sistema de comunicações foi fornecido pela Airbus Defense and Space.

Desenvolvido para uma missão de 15 anos, o Angosat 1 é o primeiro satélite de comunicações de Angola, produto de um acordo governamental assinado entre os governos angolano e russo em 2009.

Os engenheiros russos também ajudaram a construir e ativar o centro de controle do satélite que fica perto da capital de Angola, Luanda, de onde o satélite será operado.

Fonte:

https://spaceflightnow.com/2017/12/29/communications-restored-with-newly-launched-angolan-satellite/

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.

X
Conheça a Loja do SpaceToday!