A MISSÃO HOPE DOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS PARA MARTE | SPACE TODAY TV EP2261

CURSO DE MARTE EM PROMOÇÃO E LEVE O CURSO DE ASTRONOMIA, ACESSO VITALÍCIO, GRUPO DE ALUNOS, E GANHA UM CADERNO DA ACADEMY SPACE:

https://academyspace.com.br/marte

Hoje vamos falar da primeira missão que irá para Marte nessa jornada de julho de 2020.

A missão é de um país pequeno, e que além de estudar o Planeta Vermelho existem outros objetivos por trás da missão.

O país, o Emirados Árabes Unidos, e a missão é conhecida como Emirates Mars Mission, ou Hope.

E, além dos objetivos científicos da missão, ela tem outro objetivo, mostrar que um país pequeno como os Emirados e sem uma tradição espacial, pode ter a capacidade de explorar Marte, e se ele pode, qualquer outro país pode, quem disse isso foi um dos líderes da missão.

É a primeira vez que um país Árabe irá lançar uma missão espacial para outro planeta.

A missão custou 200 milhões de dólares e tudo aconteceu muito rápido.

Na verdade foram 6 anos, quando em 2014 foi decidido enviar uma sonda para Marte, e que ela devia chegar lá antes de dezembro de 2021.

Dezembro de 2021 marca o aniversário de 50 anos de criação do país e para isso acontecer o lançamento teria que ser realizado na janela de 2020.

Mas além de tudo isso, de ser o primeiro país Árabe, dos 50 anos e de mostrar que eram capazes, eles queriam fazer ciência também.

E aí veio um importante desafio para todos envolvidos na missão.

Marte é um planeta que é explorado a mais de 50 anos, enviar uma nova sonda para lá, para estudar alguma coisa nova é algo complicado, então, não querendo fazer mais do mesmo, a equipe da Hope buscou ajuda internacional.

Conversaram com a comunidade científica para ver no que seria possível uma sonda simples, que vai ficar na órbita de Marte, ajudar e agregar no conhecimento do planeta.

E a escolha foi estudar a atmosfera de Marte.

A sonda usará uma órbita inédita ao redor do planeta, e essa órbita irá permitir que ela estude a atmosfera superior e inferior do planeta de forma simultânea.

E isso permitirá que a sonda forneça pela primeira vez, um entendimento detalhado sobre o clima de Marte como um todo em todo o globo do planeta, durante o período de dias e também durante todo um ciclo de estações.

A sonda da missão Hope foi desenvolvida para passar um ano marciano, ou seja, 2 anos terrestres estudando a atmosfera de Marte.

Para isso ela irá utilizar basicamente 3 instrumentos.

O Emirates Mars Infrared Spectrometer, é um espectrômetro no infravermelho, como o próprio nome já diz e terá como objetivo principal estudar a atmosfera inferior no comprimento de onda do infravermelho.

Irá medir a distribuição global de poeira, nuvens de gelo, vapor d’água e irá fazer perfis térmicos.

O Emirates Exploration Imager, um imageador, pois, precisamos de imagens!!! Irá estudar a atmosfera inferior do planeta na luz visível e ultravioleta, e lógico registrar imagens de alta resolução de Marte.

Irá medir a profundidade óptica do gelo de água na atmosfera, irá medir a camada de ozônio.

O Emirates Mars Ultraviolet Spetrometer, irá estudar o planeta no comprimento de onda do ultravioleta, irá determinar a abundância e a variabilidade do monóxido de carbono e do oxigênio na termosfera de Marte.

Irá calcular a estrutura tridimensional e a variabilidade do oxigênio e do hidrogênio na exosfera e irá medir mudanças relativas na termosfera de Marte.

Com esses instrumentos e com a órbita, a missão Hope pretende cumprir os seguintes objetivos.

Entender a dinâmica do clima e mapear o clima global de Marte, caracterizando a atmosfera inferior do planeta.

Explicar como o clima muda de acordo com o escape de hidrogênio e oxigênio para o espaço correlacionando as condições da atmosfera inferior com da atmosfera superior.

Entender a estrutura e a variabilidade do hidrogênio e do oxigênio na atmosfera superior, bem como identificar por que Marte está perdendo esses elementos para o espaço.

E tudo isso começa, no dia 14 de julho de 2020às 17:51, hora de Brasília, com o lançamento da missão.

O lançamento acontecerá direto do Japão, no Tanegashima Space Center e o veículo lançador será o foguete japonês H-2A.

E a missão deve chegar em Marte em fevereiro de 2021.

Agora é esperar que dê tudo certo e teremos muito mais imagens e dados sobre Marte.

Uma coisa legal é que a missão Hope irá compartilhar todos os seus dados com a comunidade científica global sem embargo, sem nada.

Fontes:

https://www.emiratesmarsmission.ae/

https://www.space.com/hope-mars-mission-uae-significance-overview.html

#HOPE #MARSMISSION #SPACETODAY

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.