5 COISAS QUE VAMOS APRENDER COM A MISSÃO SOLAR ORBITER | SPACE TODAY TV EP2116

VENHA PARTICIPAR DO CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY E GANHE O KIT DO ALUNO ATÉ DIA 10 DE FEVEREIRO

<a href=”http://academyspace.com.br/bigbang” target=”_blank” rel=”nofollow”>http://academyspace.com.br/bigbang

—————————————————–

ASSISTA O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ywmXvsHBBp4

——————————————————————–

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

Na madrugada de domingo para segunda, à 1:03 hora de Brasília, será lançada a bordo do foguete Atlas V da ULA a sonda Solar Orbiter.

A sonda carrega 10 instrumentos no total, instrumentos de alta tecnologia, que levaram cerca de 20 anos para serem desenvolvidos, além de um escudo de calor inovador que irá proteger a sonda do intenso calor do Sol, mas também servirá para manter uma temperatura adequada para o funcionamento dos instrumentos quando a sonda estiver longe do Sol.

Vamos listar aqui, as 5 coisas que poderemos aprender sobre o Sol com a missão Solar Orbiter.

1 – Quando Uma Erupção Solar Vem Na Nossa Direção

A solar Orbiter chegará a 0.28% da distância entre a Terra e o Sol, será a segunda sonda mais próxima da nossa estrela só perdendo para a sua companheira de pesquisa a Parker solar Probe.

A diferença principal, é que a Solar Orbiter leva câmeras para poder fazer imagens do Sol, já a Parker não.

Com essas câmeras, a Solar Orbiter poderá monitorar as CMEs, ou ejeções de massa coronal.

E como a Solar Orbiter irá cobrir diferentes distâncias, ela poderá ver essas CMEs se desenvolvendo e descobrir se elas estão vindo na direção da Terra, o que é fundamental para que possamos proteger nossa rede elétrica e de comunicação, caso seja uma ejeção muito poderosa.

2 – Por Que O Sol Sopra Um Vento Supersônico?

Um dos grandes mistérios sobre o Sol é sobre a sua atmosfera externa, a sua coroa, ela tem um temperatura de mais de 1 milhão de graus Celsius, e é 200 vezes mais quente que a superfície do Sol.

Devido a isso, a atmosfera não pode ser contida pela gravidade do Sol, então ele tem um vento constante de partículas que são sopradas para o espaço, conhecido como vento solar.

O vento solar possui duas velocidades, a Parker Solar Probe estuda o vento solar mais rápido, e a Solar Orbiter, devido ao fato de passar pelos polos do Sol, poderá estudar o vento mais lento.

Pela distância que ela passará do Sol, ela poderá capturar partículas do vento solar, e assim os pesquisadores poderão finalmente entender a origem do vento solar.

3 – Como é o polo do Sol?

A Solar Orbiter foi desenvolvida para sair do plano do equador solar.

Ela fará isso com repetidas passadas por Vênus, o que fará com que ela inline a sua órbita.

Se a missão se estender até 2030 sonda atingirá uma inclinação de 33 graus, o suficiente para podermos ver pela primeira vez, como é o polo do Sol.

No período em que a sonda estiver estudando o Sol, a nossa estrela passará pela mudança no seu ciclo de 11 anos, assim, passando pelos polos, a Solar Orbiter poderá mostrar como ocorre a evolução do ciclo solar e como isso afeta o campo magnético, por que o Sol tem esse ciclo e por que dura 11 anos, a solar orbiter poderá responder.

4 – Por Que O Sol Tem Coroas Polares?

Ocasionalmente acontece no sol, uma grande explosão que cria uma estrutura de loop, essas explosões são conhecidas como proeminências solares.

O que gera essas proeminências é algo ainda não completamente entendido pelos astrônomos.

Nos polos do Sol é onde estão as maiores proeminências que levam o nome de coroa polar, devido à inclinação da sua órbita, a Solar Orbiter poderá, pela primeira vez na história mostrar para todos como é a formação dessas proeminências e os pesquisadores poderão entender a origem e a evolução desse fen6omeno no sol.

5 – Como o Sol Controla o Sistema Solar

Com essa missão explorando os polos do sol, e com a Parker explorando o equador solar, os pesquisadores terão em breve uma imagem completa de todas as atividades que acontecem com a nossa estrela.

Estudando os polos será possível entender como as erupções solares viajam pelo sistema solar, como elas influenciam o clima espacial.

Será possível também medir o campo magnético solar e saber assim como as erupções acontecem e progridem até a heliosfera.

Com as primeiras imagens dos polos do Sol, e as imagens mais detalhadas da superfície da nossa estrela não só entenderemos melhor como o Sol funciona, mas como funciona o seu domínio no Sistema Solar e a sua influência na Terra.

Fonte:

https://phys.org/news/2020-02-europe-solar-orbiter-mission.html

#SolarOrbiter #ULA #AtlasV #SpaceToday

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo