SpaceX Lança e Pousa Seu Terceiro Foguete Em Três Semanas

Space Today
31 out 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Na noite dessa segunda-feira, dia 30 de Outubro de 2017, a empresa SpaceX lançou seu terceiro foguete Falcon 9 no mês de Outubro, levando para a órbita um satélite de comunicação Sul Coreano.

O Falcon 9 decolou com o Koreasat 5A às 17:34, hora de Brasília, direto da plataforma 39A no Kennedy Space Center da NASA na Flórida, virando para leste, superando a velocidade do som e subindo num belo céu limpo de outono, com 1.7 milhão de libras de empuxo de seus nove motores Merlin 1D.

O foguete com seus 70 metros de altura atingiu a altitude de mais de 65 quilômetros em dois minutos e meio, então, o primeiro estágio do Falcon 9 foi separado, deixando o estágio superior com seu motor Merlin Vaccun queimando para levar a carga útil para a órbita desejada.

O estágio superior completou sua queima 8 minutos e meio depois da decolagem, logo depois que o primeiro estágio do Falcon 9 fez um belo pouso na balsa drone da SpaceX no Oceano Atlântico, essa é a décima nona vez que a companhia recuperou um de seus foguetes intactos, e a décima quinta vez na sequência.

Algo que até pouco tempo era visto como inimaginável, hoje, pousar um foguete na vertical parece ser algo rotineiro, e é uma estratégia crítica para a SpaceX.

No vídeo transmitido ao vivo desde a balsa drone foi possível ver um pequeno fogo se desenvolvendo na base do primeiro estágio depois dele ter pousado, mas o fogo rapidamente foi extinto e dentro de alguns dias a balsa drone retorna com o primeiro estágio para o Porto Canaveral.

O lançamento e a recuperação do primeiro estágio marcou a terceira atividade da SpaceX no mês de Outubro de 2017.

A SpaceX e seus clientes consideram o pouso do primeiro estágio como algo secundário na missão, sendo que sempre o objetivo principal é cumprir com o contrato e levar a carga útil até a órbita planejada.

O estágio superior do Falcon 9 atingiu uma órbita preliminar depois da sua primeira queima, e então foi ligado novamente 27 minutos depois do lançamento para enviar o Koreasat 5A para a sua órbita geoestacionária de transferência de alta altitude, a mais de 35 mil km acima da Terra.

A SpaceX relatou que o Koreasat 5A foi colocado na órbita desejada, 36 minutos depois do lançamento, e as câmeras a bordo do segundo estágio mostraram o satélite desaparecendo na escuridão do espaço, sobre a África.

O lançamento realizado com sucesso do Koreasat 5A concluiu a 44º missão do Falcon 9, e a décima sexta realizada esse ano.

Os engenheiros da empresa Thales Alenia Space, que construíram o Koreasat 5A, em Cannes na França, receberam os primeiros sinais da nave de 4.1 toneladas através de uma estação remota de solo, pouco depois da separação do Falcon 9. Os oficiais confirmaram que o satélite estava bem depois do lançamento.

O motor de bordo do Koreasat 5A, irá conduzir múltiplas queimas para deixa-lo numa órbita circular a 35800 km acima do equador, e isso irá levar algumas semanas ainda. Uma vez que o satélite passe pelos testes pós-lançamento e deflagre seus painéis solares e suas antenas, a Thales passará o controle do satélite para KTsat, uma subsidiária da empresa KT Corp. Sul Coreana em Seoul.

Desenhado para uma missão de 15 anos, o Koreasat 5A, é baseado no Spacebus 4000B2 da Thales e é destinado para a construção do Koreasat 5, um satélite de comunicação lançado em 2006.

O Koreasat 5 apresentou problemas no motor do seu painel solar, e a empresa KTsat teve que providenciar sua troca antes do que planejavam.

O Koreasat 5A, ficará estacionado em 113 graus de longitude leste onde a sua velocidade orbital estará coincidente com a velocidade de rotação da Terra, permitindo que o satélite fique numa posição fixa, e permaneça no céu e disponível para as antenas de solo.

Os dois painéis solares do satélite irão gerar cerca de 6.5 kilowatts de potência para os seus transmissores de comunicação da banda Ku e para seus receptores. O Koreasat 5A, leva 36 transponders da banda Ku, que irão fornecer acesso a internet, transmissão de televisão e outros serviços multimídia para a Coreia, Japão, Filipinas, Guam, Sudeste da Ásia, e Sul da Ásia.

O Koreasat 5A também fornecerá cobertura para as comunicações marítimas no Oriente Médio, no Oceano Índico, para o sul do mar da China e para o leste do mar da China.

O próximo lançamento da SpaceX está programado para o dia 15 de Novembro de 2017, quando irá levar uma carga misteriosa chamada de Zuma para o governo norte-americano. Pouco se sabe sobre essa missão, que não foi publicamente anunciada ainda.

A empresa Northrop Grumman disse que a carga que será lançada pela SpaceX é de responsabilidade do governo.

O lançamento da carga Zuma será direto do Kennedy Space Center na Flórida, no dia 15 de Novembro de 2017, com a janela de lançamento de 2 horas começando às 22:00 hora de Brasília.

Fonte:

https://spaceflightnow.com/2017/10/30/spacex-launches-and-lands-third-rocket-in-three-weeks/

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.