Space Today TV Ep.15 – As Imagens dos Webespectadores da Conjunção Entre Vênus e Júpiter

Space Today
12 jul 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Um dos eventos mais aguardados pela comunidade astronômica de 2015 está chegando ! E só falta 1 semana !

A “Noite dos 3 Cruzeiros”, e talvez, com um cometa visível a olho nu de brinde !

No anoitecer do dia 18 de julho de 2015 (sábado), irá acontecer a linda conjunção dos planetas Vênus, Júpiter; do sistema múltiplo de estrelas Regulus (Alpha Leonis) e da Lua, que estará com luz cinérea, iluminada somente 7% .

Conjuncao_Dia_30_Sergio_Sacani_01

Será uma rara quádrupla conjunção que irá formar um asterismo em formato de Cruz, formando um raro terceiro cruzeiro celeste no entardecer e início do anoitecer do dia 18 de julho.

A “Falsa Cruz” é um asterismo do hemisfério celeste sul. É formada por duas estrelas da constelação de Vela (Delta Velorum e Markeb-Kappa Velorum) e duas estrelas da constelação de Carina (Epsilon Carinae-Avior e Iota Carinae-Aspidiske).

A estrela da Falsa Cruz, Delta Velorum é um sistema múltiplo. Sua componente A tem uma magnitude aparente de 1.97 e sua companheira B tem uma magnitude de 5.5. Seu período orbital é de 142 anos.

Delta Velorum é a estrela binária eclipsante mais brilhante conhecida.

Felipe Daniel

Felipe Daniel

Felipe Daniel

Felipe Daniel

Avior (Épsilon Carina) também é um sistema duplo, mas de visível visualização em telescópios amadores.

O mais interessante sobre Avior é que seu nome, apesar de toda a pompa, não é clássico em sua origem. A estrela foi escolhida, no final dos anos 1930, pela RAF (Royal Air Force) como uma das estrelas guias de seu Air Almanac. Das 57 estrelas escolhidas apenas duas não tinham nome. E assim, por vontade de sua Majestade, Épsilon Carina virou Avior e a estrela (Alpha Pavo) virou Peacock …

Sinara Conessa

Sinara Conessa

Ambas as estrelas faziam parte da antiga constelação de Argonaves, a antiga constelação simbolizada pelo navio Argus. Argo, na mitologia grega, foi a embarcação construída com a ajuda da deusa Atena para que Jasão e os argonautas viajassem em suas aventuras.

Nos dias atuais, conforme a padronização da União Astronômica Internacional (IAU), a constelação de Argonaves foi dividida em três constelações menores: a Quilha, a Popa e o Velame.

A “Falsa Cruz” recebe esse nome por ser semelhante ao Cruzeiro do Sul, mas as estrelas que constituem a Falsa Cruz são menos brilhantes e a Falsa Cruz é maior que o Cruzeiro do Sul, a menor das 88 constelações celestes.

Cristiano Montenaro

Cristiano Montenaro

As regiões dos cruzeiros celestes são regiões ricas em aglomerados estrelares, alguns visíveis a olho nu. O aglomerado estrelar da Plêiades do Sul (IC2602) pode ser facilmente identificado a olho nu e está localizado entre as cruzes.

Para abrilhantar o espetáculo celeste o cometa C/2015 Q2 (PanSTARRS) poderá estar visível a olho nu em locais sem poluição luminosa.

Giovanni Paiva

Giovanni Paiva

O cometa C/2015 Q1 (PanSTARRS) já passou pelo periélio solar no dia 6 de junho de 2015. Agora o cometa está passando para o hemisfério celeste sul.
O show celeste será rápido e somente poderá ser observado com o horizonte oeste livre de obstáculos. Os planetas Vênus e Júpiter, a Lua e a estrela Regulus (Alpha Leonis) se põem no horizonte por volta das 19:30, o “Falso Cruzeiro” se põe por volta das 21 horas e o Cruzeiro do Sul se põe por volta da meia noite na região sudeste do Brasil.

Lorena Kumm

Lorena Kumm

Aproveite também para observar a leste o planeta Saturno que está na constelação de Libra, próximo da bela constelação de Escorpião. O “Senhor dos Anéis” se põe por volta das 2 da madrugada. Saturno é visível a olho nu.

Neste mês de julho de 2015 é o último mês visível da conjunção de Júpiter e Vênus. É o final da conjunção de Vênus e Júpiter que vem dando o show celeste a meses em 2015.

Marcos Elias

Marcos Elias

A última vez que o mundo presenciou este show celeste a olho nu, foi no dia 6 de junho de 1943. Neste dia a estrela Pollux da constelação de Gêmeos foi a estrela que formou o cruzeiro.

Vânia Aparecida

Vânia Aparecida

Os brilhantes planetas Vênus e Júpiter voltam a ficar em conjunção somente em agosto de 2016, neste novo evento celeste o planeta Mercúrio também irá abrilhantar o show celeste.

Somente em 25 de junho de 2039 irá acontecer uma conjunção semelhante, sem formar a Cruz celeste. O planeta Saturno também estará visível na futura conjunção da Lua, Vênus, Júpiter e Regulus.

tres_Cruzeiros

Perfil dos “Webespectadores” Que Mandaram as Imagens:

Sérgio Sacani Sancevero

https://www.facebook.com/sergio.sancevero

Vânia Aparecida Cardoso

https://www.facebook.com/vania.bitencosky

Sinara Conessa

https://www.facebook.com/sinara.conessa

Marcos Elias

https://www.facebook.com/ma.bass.31

Cristiano Montenaro

https://www.facebook.com/cristiano.montenaro

Felipe Daniel Alts

https://www.facebook.com/profile.php?id=100005060356040

Marco Aurélio Sparza

https://www.facebook.com/marco.esparza.773

Lorena Kumm

https://www.facebook.com/lorena.kumm

Giovanni Paiva

https://www.facebook.com/giovanni.paiva.90

O link para a comunidade O Que Ver No Céu:

https://www.facebook.com/pages/O-que-ver-no-c%C3%A9u-astronomia/331852660326918?fref=ts

Meus contatos:

BLOG: http://www.spacetoday.com.br

FACEBOOK: http://www.facebook.com/spacetoday

TWITTER: http://twitter.com/spacetoday1

Obrigado pela audiência, boa diversão e sigam todo esse pessoal apaixonado por astronomia!! Fui!!!!!

alma_modificado_rodape1051

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários