pia19056_main

Sonda Dawn Se Aproxima de Ceres e Faz Imagem Mais Nítida Até o Momento Do Planeta Anão

Space Today
17 fev 2015

pia19056_main

observatory_150105Crateras e misteriosos pontos brilhantes estão começando a surgir nas últimas imagens de Ceres feitas pela sonda Dawn da NASA. Essas imagens, feitas no dia 12 de Fevereiro de 2015, a uma distância de 83000 quilômetros do planeta anão, já colocam intrigantes questões para a equipe de ciências explorar enquanto a sonda chega ao seu destino.

“À medida que nos aproximamos lentamente do nosso alvo, nossos olhos estão fixos em Ceres e em sua dança planetária, com isso descobrimos como o planeta anão nos enganou durante toda a sua existência, mas com certeza, no final da missão nos deixará mais sábios”, disse Chris Russell, principal pesquisador da missão Dawn, baseado na UCLA. “Esperávamos ser surpreendidos, mas não dessa maneira”.

A sonda Dawn será gentilmente capturada e entrará na órbita de Ceres, no dia 6 de Março de 2015. Enquanto a sonda nos entrega imagens cada vez melhores, e outros dados, a equipe de ciência investigará a natureza e a composição do planeta anão, incluindo, a natureza das crateras e dos pontos brilhantes que estão sendo observados pela sonda. As últimas imagens que têm uma resolução de 7.8 quilômetros por pixel, representa as visões mais nítidas de Ceres até o momento.

A sonda explorou o asteroide gigante Vesta por 14 meses entre 2011 e 2012. Os cientistas ganharam numerosas ideias sobre a história geológica desse corpo e viram sua superfície repleta de crateras em grande detalhe. Comparando Vesta e Ceres, os cientistas poderão desenvolver um entendimento melhor sobre a formação do Sistema Solar.

A missão Dawn para Vesta e Ceres é gerenciada pelo Laboratório de Propulsão a Jato para o Science Mission Directorate da NASA em Washington. A sonda Dawn é um projeto do Discovery Program do Directorate, gerenciado pelo Marshall Space Flight Center da NASA em Huntsville, no Alabama. A UCLA é responsável pela missão científica geral da sonda Dawn. A empresa Orbita ATK, Inc., em Dulles, na Virginia, desenhou e construiu a sonda. O JPL é gerenciado para a NASA pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena. As Framing Cameras foram fornecidas pelo Max Planck Institute for Solar System Research, em Gottingen na Alemanha, com significantes contribuições do German Aerospace Center (DLR) Institute of Planetary Research, em Berlin, e em coordenação com o Institute of Computer and Communication Network Engineering, em Braunschweig. O instrumento Visible and Infrared Mapping Spectrometer foi fornecido pela Italian Space Agency e pelo Italian National Institute for Astrophysics, construído pela Selex ES, e é gerenciado e operado pelo Italian Institute for Space Astrophysics and Planetology em Roma. O Gamma-Ray and Neutron Detector foi construído pelo Los Alamos National Laboratory no Novo México, e é operado pelo Planetary Science Institute em Tucson, no Arizona.

Para mais informações sobre a sonda Dawn, visitem:

http://dawn.jpl.nasa.gov

Fonte:

http://www.nasa.gov/jpl/dawn-captures-sharper-images-of-ceres/index.html#.VONuYELXVQY

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários