sofia

SOFIA Detecta Colapsos De Nuvens Interestelares

Space Today
8 out 2016

   An infrared image of the W43 star-forming region located 20,000 light years away in the direction of the constellation Aquila, o SOFIA Detecta Colapsos De Nuvens Interestelares

Por Felipe Freires

    Os astrônomos utilizaram o SOFIA para observarem parcelas de 6  nuvens interestelares, cujo caminho é se tornarem estrelas muito maiores que o nosso sol. Quando uma estrela entra em colapso, sua gravidade faz ela se contrair a ponto do atrito gerar calor, desencadeando na fusão de hidrogênio, e depois, uma estrela é formada.

   Os astrônomos se animaram com as observações do SOFIA porque elas confirmaram  modelos teóricos de formações de estrelas com o colapso de nuvens interestelares e o ritmo desse colapso. Um problema de estudar esses colapsos é o fato de ser rápido em questões astronômicas, por isso, o “Infall” (nome desse fenômeno) é desafiador, dificultando os estudos.

    Utilizando um instrumento do observatório German Receiver for Astronomy at Terahertz Frequencies (GREAT), os cientistas observaram 9 proto-estrelas procurando por esse estágio de desenvolvimento realizando medições, e descobriram que 6 de 9 dessas estrelas foram colapsadas ativamente.

    O SOFIA é muito importante nas observações relacionadas às formações de estrelas, estudando formações de estrelas com massa elevada no interior da Via Láctea, já que são eventos relativamente rápidos.

Fonte: http://www.nasa.gov/feature/sofia-detects-collapsing-clouds-becoming-young-suns

 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários