nh-spider_insetannotated-revised2

Rede Fraturas Em Plutão Lembra A Forma de Uma Aranha

Space Today
7 abr 2016

Users who have LIKED this post:

  • avatar

nh-spider_insetannotated-revised2

Os cientistas observando as imagens obtidas de Plutão descobriram uma feição “geológica” na sua superfície, muito interessante e incomum que lembra uma gigantesca aranha.

Um dos cientistas chegou a dizer, que rede interessante de fraturas a geologia de Plutão é capaz de tecer. O padrão que essas fraturas formam é algo que nunca foi visto no Sistema Solar externo anteriormente, e mostra mais uma vez que para qualquer centímetro da superfície de Plutão que você observar, você verá algo diferente.

Como mostrado na imagem detalhada, obtida pela sonda New Horizons da NASA, no dia 14 de Julho de 2015, essa feição geológica consiste de no mínimo sies fraturas extensionais, indicadas pelas setas, convergindo para um ponto perto do centro. As maiores fraturas são alinhadas quase que norte-sul, e a maior de todas, informalmente conhecida como Sleipnir Fossa, tem mais de 580 km de comprimento. A fratura alinhada leste-oeste é menor com cerca de 100 km de comprimento. Para norte e para oeste, as fraturas se estendem através das planícies das altas latitudes norte, e para o sul elas interceptam e cortam o terreno laminado da região informalmente conhecida como Tartarus Dorsa.

Curiosamente, as pernas da aranha expõem de forma notável os depósitos vermelhos abaixo da superfície de Plutão.

Os cientistas da New Horizons acreditam que as fraturas vistas em Plutão, sejam causadas pela extensão de escala global da crosta de gelo de água de Plutão. O curioso padrão radiante das fraturas formando a aranha, pode ser causado por um ponto focal de tensão na crosta identificado como o ponto para onde as fraturas convergem, por exemplo, devido algum material soerguendo abaixo da superfície. A aranha de Plutão, lembra, de certa forma, os centros radialmente fraturados em Vênus, chamados de novae, observados pela sonda Magellan da NASA, e com a formação conhecida como Pantheon Fossae em Mercúrio, observada pela sonda MESSENGER da NASA.

PIA00150

PIA19410

Essa imagem foi obtida pelo instrumento Ralph/Multispectral Visible Imaging Camera (MVIC) da sonda New Horizons. Ela foi obtida a aproximadamente 33900 km de Plutão, cerca de 45 minutos antes da maior aproximação da sonda New Horizons, com Plutão, no dia 14 de Julho de 2015.

nh-context

Fonte:

http://www.nasa.gov/feature/icy-spider-on-pluto

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários