Quando Alice no País das Maravilhas Encontra Albert Einstein

Space Today
5 ago 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

A teoria geral da relatividade de Albert Einstein, publicada a mais de 100 anos atrás, conseguiu prever o fenômeno da lente gravitacional. E é esse fenômeno que faz com que distantes galáxias assumam essa aparência estranha, quando vistas através dos óculos de raios-X do Chandra e com esses dados misturados com a luz visível do Hubble. Essa imagem é chamada no mundo da astronomia de o Gato Que Ri, um personagem do livro Alice no País das Maravilhas, os olhos do gato são duas grandes galáxias elípticas que estão enquadradas por arcos. Os arcos são na verdade, as imagens ópticas de distantes galáxias de fundo que sofreram o efeito de lente por uma concentração de massa mais próxima, no caso um aglomerado de galáxias. Claro, que a massa gravitacional, responsável por distorcer a imagem das distantes galáxias é dominada pela matéria escura. As duas grandes galáxias elípticas, os olhos, representam os membros mais brilhantes do aglomerado de galáxias que distorceu a imagem e estão em processo de colisão. A velocidade de colisão relativa é de aproximadamente 1350 km/s, isso faz com que o gás seja aquecido a milhões de graus e comece a emitir radiação no comprimento de onda do raio-X e essa radiação é mostrada em roxo na imagem acima. Se você ficou curioso sobre essa imagem e sobre seus detalhes, assista ao vídeo abaixo que eu lancei no canal na época em que a imagem foi divulgada.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap170805.html

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.