Plutão e Caronte: A Dupla Dinâmica da New Horizons

Space Today
9 jul 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

plluta_caronte_01

Eles formam um par fascinante: dois mundos congelados, girando ao redor de um centro de gravidade comum, como um par de patinadores. Os cientistas acreditam que eles foram moldados por uma colisão que ocorreu a bilhões de anos atrás, e, ainda assim, de muitas maneiras, eles parecem ser mais estranhos do que a maior parte de seus primos planetários.

Uma vasta coleção de feições de alto contraste, brilhantes, e escuras, cobrem a superfície de Plutão, enquanto que em Caronte, somente uma região polar escura interrompe um terreno geralmente mais uniforme e acinzentado. Os materiais avermelhados que colorem Plutão estão ausentes em Caronte. Plutão tem uma atmosfera significante, Caronte, não. Em Plutão, gelos exóticos como nitrogênio, metano e monóxido de carbono foram encontrados, enquanto que em Caronte sua superfície é composta de água congelada e compostos de amônia. O interior de Plutão é na sua maior parte rochoso, enquanto que Caronte, contém medidas iguais de rocha e gelo de água.

pluto_charon_color_final

“Esses dois objetos têm estados juntos por bilhões de anos, na mesma órbita, mas eles são na verdade, totlamente diferentes”, disse Alan Stern, o principal pesquisador da missão New Horizons, do Southwest Research Institute, o SwRI, em Boulder, no Colorado.

Caronte, tem cerca de 1200 quilômetros de diâmetro, metade do diâmetro de Plutão – fazendo dela a maior lua do Sistema Solar com relação ao seu planeta. Seu tamanho menor, e sua superfície com menos contraste tem tornado difícil o trabalho da New Horizons, de capturar feições superficiais de longe, mas, as imagens mais recentes, e mais próximas de Caronte, mostram detalhes finos e intrigantes.

caronte

Recentemente reveladas estão áreas mais brilhantes em Caronte que os membros da equipe de imageamento de Geologia e Geofísica, o GGI, suspeitam possam ser crateras de impacto. Se sim, os cientistas as usaram de uma maneira muito boa. “Se nós observarmos crateras de impacto em Caronte, isso nos ajudará a ver o que se esconde abaixo de sua superfície”, disse Jeff Moore o líder do GGI no Ames Research Center da NASA. “Grandes crateras podem escavar material de alguns metros abaixo e revelar a composição de seu interior”.

Resumindo, disse o vice líder do GGI John Spencer, do SwRI, “Caronte está agora emergindo como um mundo próprio. Sua personalidade está começando a ser revelada”.

caronte_02

Fonte:

http://www.nasa.gov/feature/pluto-and-charon-new-horizons-dynamic-duo

alma_modificado_rodape1051

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários