O Projeto RELICS do Hubble – Uma Verdadeira Arqueologia Cósmica

Space Today
24 out 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Essa imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA está repleta de galáxias, cada ponto brilhante na imagem é uma galáxia diferente, lógico com exceção para o brilhante flash no meio da imagem, que na verdade é uma estrela localizada na nossa galáxia. No centro da imagem está algo especialmente interessante, o centro do massivo aglomerado de galáxias conhecido como WHL J24.3324-8.477, incluindo a galáxia mais brilhante do aglomerado.

O universo contém estruturas de várias escalas, planetas ao redor de estrelas, estrelas que se aglomeram e formam galáxias, galáxias que se aglomeram e formam grupos de galáxias, e grupos de galáxias que se juntam em aglomerados. Aglomerados de galáxias contêm centenas de milhares de galáxias, unidas pela gravidade. A matéria escura e a energia escura tem um papel fundamental na formação e na evolução desses aglomerados, assim estudar os aglomerados massivos de galáxias, pode ajudar os cientistas a revelarem os mistérios desses elusivos fenômenos.

Essa imagem em infravermelho foi obtida com a Advanced Camera for Surveys do Hubble e com a Wide-Field Camera 3, como parte do projeto de observação intitulado, RELICS, sigla, para, Reionizatio Lensing cluster Survey. O RELICS fez imagem de 41 aglomerados massivos de galáxias, com o objetivo de descobrir as galáxias mais brilhantes de cada aglomerado que serão posteriormente estudadas pelo Telescópio Espacial James Webb. Essa pesquisa irá nos dizer muito sobre a nossa própria origem cósmica.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1743a/

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.