O Passado Empoeirado Do Sistema Solar – Space Today TV Ep.1305

Space Today
12 jun 2018

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!

http://www2.spacetodaystore.com

Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

—————————————————————————–

**** VAKINHA DOS ALUNOS DE PÓS EM ASTRONOMIA DA USP!

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/astronomos-da-usp-precisam-de-apoio-para-ir-ao-observatorio-eso

AJUDE O FUTURO DA ASTRONOMIA NO BRASIL!!!

—————————————————————————–

**** TWITTER DO PROFESSOR JORGE MELENDEZ DA USP – SIGA AGORA!!!

https://twitter.com/DrJorgeMelendez

—————————————————————————–

Há 4.6 bilhões de anos atrás o sistema solar era formado, a partir de campos de poeira interestelar que orbitavam o Sol e foram se agregando até formar os planetas e todos os objetos que conhecemos.

O problema de contar a história do Sistema Solar, é que essa poeira pré-solar não existe mais por aqui, encontrar essa poeira para saber como tudo aconteceu é uma tarefa muito complicada.

Mas é nessa poeira que está registrada a verdadeira história do nosso Sistema Solar.

Essa poeira pré-solar está presente, por exemplo nos cometas que a distribui pelo sistema.

Analisando a coma dos cometas, os astrônomos conseguiram examinar essa poeira e viram que ela possui algo que eles chamaram de GEMS, um acrônimo para vidro com metal e sufetos, parte dessa poeira tem também componentes anômalos indicando que ela pode ter preservado amostras do meio interestelar.

Agora usando dados de sondas e observações feitas em Terra, os astrônomos conseguiram fazer a descrição mais detalhada até o momento da poeira pré-solar.

A ideia é que as GEMS se formaram dentro do meio interestelar através do espalhamento, erosão e outros efeitos sofridos pelos grãos, graças a onda de choque de uma supernova, e que experimentou períodos subsequentes de agregação.

Esse processo foi cíclico, com mais poeira sendo agregada, parcialmente destruída e reformada.

A irradiação dentro do meio interestelar forneceu energia suficiente para a incorporação de pequenas quantidades de átomos de metal.

Depois do colapso da nuvem molecular pré-solar, essa primeira geração de GEMS com metal impregnado se agregou com grãos cristalinos que provavelmente foram transportados da parte quente da nebulosa solar, criando assim uma segunda geração de agregados.

Esses então foram incorporados em pequenos corpos cometários.

A segunda geração provavelmente ocorreu nas regiões mais externas da nuvem em colapso ou no jovem disco protoplanetário, subsequente à condensação de silicatos em altas temperaturas.

Por fim ocorreu a agregação de moléculas org6anicas complexas que precisaram de um ambiente de alta radiação antes de se incorporar em corpos maiores, isso pode ter sido resultado da difusão vertical de poeira acima do plano do Sistema Solar.

Os pesquisadores disseram que isso é uma primeira tentativa de mostrar o que aconteceu bem no início do Sistema Solar, e que óbvio precisam de mais informações para que possam traçar uma imagem completa de como tudo aconteceu.

Mas esse já é um grande passo para entender e restringir como o Sistema Solar realmente se formou.

Fonte:

https://phys.org/news/2018-06-exploring-dusty-prehistory-solar.html

Artigo:

http://www.pnas.org/content/pnas/early/2018/06/04/1720167115.full.pdf

https://www.padrim.com.br/spacetoday

Seja meu Patrão:

http://www.patreon.com/spacetoday

=====================================================

Seja um apoiador do Space Today:

https://apoia.se/spacetoday

=====================================================

Conheça a Agência Marcos Pontes e torne o seu sonho de conhecer o ESO em realidade:

http://www.agenciamarcospontes.com.br

http://www.agenciamarcospontes.com.br/visita-observatorios-telescopios-eso-atacama-viagem.php

=====================================================

Seja meu Patrão:

http://www.patreon.com/spacetoday

=====================================================

Apoio e apresentação:

http://deviante.com.br

A nova casa do SciCast

=====================================================

Science Vlogs Brasil:

https://www.youtube.com/channel/UCqiD87j08pe5NYPZ-ncZw2w/featured

http://scienceblogs.com.br/sciencevlogs/

https://www.youtube.com/channel/UCqiD87j08pe5NYPZ-ncZw2w/channels?view=60

=====================================================

Meus contatos:

BLOG: http://www.spacetoday.com.br

FACEBOOK: http://www.facebook.com/spacetoday

TWITTER: http://twitter.com/spacetoday

YOUTUBE: http://www.youtube.com/spacetodaytv

Obrigado pela audiência e boa diversão!!!

=====================================================

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.