The Swimming Moon

O Mergulho da Lua nas Camadas da Atmosfera Terrestre

Space Today
28 nov 2016

Users who have LIKED this post:

  • avatar

The Swimming Moon

O famoso deserto árido do Atacama pode parecer um lugar estranho para a Lua dar um mergulho, mas nesta imagem intrigante, obtida pelo Embaixador Fotográfico do ESO Petr Horálek, é isso mesmo que parece acontecer!

Inicialmente alta no céu, o crescente da Lua desce lentamente através do límpido céu chileno, até chegar às regiões mais espessas da atmosfera, situadas logo acima do horizonte.

Foi aqui que começou uma “peça de teatro rara”, diz Horálek. O fino crescente da Lua distorceu-se opticamente, tomando uma “estranha forma serpenteante”, à medida que a sua luz passava através de camadas de ar com diferentes densidades, causadas por diferentes pressões, temperaturas e umidade. A Lua perdeu as suas curvas suaves, aparecendo-nos com uma forma em zig-zag — “como se nadasse”. O efeito das diferentes camadas de atmosfera próximas fez com que diferentes partes da imagem da Lua fossem refratadas de modo diferente, à medida que esta desaparecia por baixo do horizonte.

Fonte:

http://www.eso.org/public/brazil/images/potw1648a/?lang

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários