pia20707_figa

Juno Manda a Primeira Imagem na Órbita de Júpiter

Space Today
12 jul 2016

Users who have LIKED this post:

  • avatar

pia20707_figa

A câmera JunoCam a bordo da sonda Juno da NASA está operacional e mandando dados para a Terra, sem problemas, depois que sonda chegou em Júpiter, no dia 4 de Julho de 2016. A câmera da sonda, que trabalha na luz visível foi ligada seis dias depois da Juno ter queimado seu motor principal e entrado na órbita do maior planeta do nosso Sistema Solar. As primeiras imagens de alta resolução devem chegar em algumas semanas.

“Essa imagem da JunoCam indica que a sonda sobreviveu à sua primeira passagem pelo ambiente de extrema radiação de Júpiter sem sofrer qualquer dano e está pronta para trabalhar em Júpiter”, disse Scott Bolton, principal pesquisador da missão do Southwest Research Institute, em San Antonio. “Nós não podemos esperar para ver as primeiras imagens dos polos de Júpiter”.

A nova imagem foi obtida no dia 10 de Julho de 2016, às 14:30, hora de Brasília, quando a sonda estava a cerca de 4.3 milhões de quilômetros de Júpiter, na perna externa de sua órbita de 53 dias. A imagem colorida mostra algumas feições atmosféricas de Júpiter, como a famosa Grande Mancha Vermelha, e três dos quatro maiores satélites massivos do planeta – Io, Europa, Ganimedes, da esquerda para a direita na imagem.

“A JunoCam continuará a enviar imagens enquanto chega para sua primeira órbita”, disse Candy Hansen, co-pesquisador da Juno, do Planetary Science Institute, em Tucson no Arizona. “As primeiras imagens de alta resolução do planeta serão feitas no dia 27 de Agosto de 2016 quando a Juno fizer a próxima passagem por Júpiter”.

A JunoCam é uma câmera colorida que trabalha na luz visível, desenvolvida para capturar imagens surpreendentes dos polos de Júpiter e dos topos das nuvens. Como olhos da Juno, ela fornecerá uma visão ampla, ajudando a fornecer um contexto para os outros instrumentos da sonda. A JunoCam foi incluída especificamente na sonda para um maior engajamento do público, embora suas imagens serão úteis para a equipe científica, ela não é considerada como um instrumento científico da missão.

A equipe da Juno está atualmente trabalhando para colocar todas as imagens feitas pela JunoCam no site da missão, onde o público poderá acessá-las.

Durante sua missão de exploração, a Juno circulará o mundo Joviano 37 vezes, passando a cerca de 4100 quilômetros acima dos topos das nuvens. Durante os sobrevoos, a Juno investigará abaixo da cobertura de nuvens de Júpiter e estudará suas auroras para aprender mais sobre a origem do planeta, sua estrutura, sua atmosfera e sua magnetosfera.

O JPL gerencia a missão Juno para o principal pesquisador, Scott Bolton, do Southwest Research Institute em San Antonio. A Juno é parte do New Frontiers Program da NASA, que é gerenciado no Marshall Space Flight Center em Huntsville, no Alabama, para o Science Mission Directorate da NASA. Michael Ravine do Malin Space Science Systems, em San Diego, é o líder da JunoCam. A empresa Lockheed Martin Space Systems, em Denver, construiu a sonda. O Caltech em Pasadena, gerencia o JPL para a NASA.

Fonte:

http://www.nasa.gov/feature/jpl/nasa-s-juno-spacecraft-sends-first-in-orbit-view

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr