Japão Pretende Testar Em Breve Versão Miniaturizada do Elevador Espacial

Space Today
6 set 2018

Uma equipe japonesa que está trabalhando para desenvolver um elevador espacial, irá conduzir um primeiro teste nesse mês, enviando para o espaço uma versão em miniatura em satélites para testar a tecnologia.

O equipamento de teste, produzido por pesquisadores na Universidade de Shizuoka, será lançado por um foguete H-2B pela agência espacial japonesa desde Tanegashima.

O teste envolve um elevador miniatura com 6 centímetros de comprimento, 3 centímetros de largura e 3 centímetros de altura.

Se tudo correr bem, isso será usado como prova de conceito para que seja posteriormente testada uma versão suspensa num cabo de 10 metros no espaço entre dois mini satélites.

O mini elevador irá viajar ao longo de um cabo de um container em um dos satélites.

“Esse será o primeiro experimento de se testar um elevador em movimento no espaço”, disseram os pesquisadores.

O movimento do elevador motorizado será acompanhado por câmeras nos satélites.

Ainda está longe do objetivo final do projeto que é construir um verdadeiro elevador espacial, que é um sonho antigo de como ir para o espaço, mas tudo tem que começar com testes assim.

A primeira ideia de um elevador espacial foi proposta em 1895 pelo cientista russo Konstantin Tsiolkovsky, depois de ver a Torre Eiffel em Paris, e foi revisitado um século depois em um livro de Arthur C. Clarke.

Mas barreiras técnicas sempre mantiveram o plano no estágio conceitual.

A empresa japonesa Obayashi, que está colaborando com a universidade de Shizuoka no projeto, está também explorando outras maneiras de construir o seu próprio elevador espacial para levar turistas para o espaço em 2050.

A empresa disse que poderia usar a tecnologia de nanotubos de carbono, que é mais de 20 vezes mais forte que o aço, para construir um elevador que poderia ir até 96 mil quilômetros acima da Terra.

Fonte:

https://phys.org/news/2018-09-japan-mini-space-elevator.html

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.