Hubble image of NGC 7714

Imagem Espetacular do Hubble Mostra os Sinais Reveladores da Fusão Galáctica na NGC 7714

Space Today
30 jan 2015

Hubble image of NGC 7714

observatory_150105O Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA capturou essa impressionante visão da galáxia espiral NGC 7714. Essa galáxia passou muito perto de outra galáxia, e essa dramática interação desfigurou seus braços espirais, criando fluxos de material para o espaço, e inicializando um brilhante processo de explosão de formação de estrelas.

A NGC 7714 é uma galáxia espiral, localizada a cerca de 100 milhões de anos-luz de distância da Terra – uma galáxia relativamente próxima considerando as escalas cósmicas.

A galáxia tem experimentado eventos violentos e dramáticos num passado recente. Os sinais dessa brutalidade podem ser vistos nas estranhas formas dos braços espirais da NGC 7714, e na névoa dourada que emana de seu centro.

Mas o que causou toda essa desfiguração? A culpada de tudo isso, é uma companheira menor, chamada NGC 7715, que localiza-se fora do frame da imagem principal, mas que pode ser visível na imagem de campo mais vasto. As duas galáxias passaram muito perto uma da outra entre 100 e 200 milhões de anos atrás e começaram então a corromper uma a estrutura e forma da outra.

Wide-field image of NGC 7714 (ground-based image)

Como resultado desse encontro, um anel e duas longas caudas de estrelas emergiram da NGC 7714, criando uma ponte entre as duas galáxias. Essa ponte age como um duto, carregando material da NGC7715 em direção à sua companheira maior e alimentando explosões de formação de estrelas. A maior parte da atividade de formação de estrelas é concentrada no brilhante centro galáctico, embora em toda a galáxia é possível ver as estrelas se formando.

Os astrônomos caracterizam a NGC 7714 como uma típica galáxia de explosão de estrelas Wolf-Rayet. Isso se deve às estrelas dentro dela, um grande número de novas estrelas são do tipo Wolf-Rayet – estrelas extremamente brilhantes e quentes que começaram suas vidas com uma massa dezenas de vezes maior que a massa do Sol, mas perdem a maior parte dessa massa de maneira muito rápida via poderosos ventos.

Essa imagem do Hubble é uma composição de dados capturando uma grande variedade de comprimentos de onda, revelando a correlação das nuvens de gás e estrelas na galáxia. Essa nova imagem não somente revela as intrigantes estruturas da NGC 7714, mas também mostra muitos outros objetos que estão muito mais distantes. Essas galáxias no plano de fundo, parecem com apagadas fumaças de luz, algumas delas com formas espirais.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/news/heic1503/

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

  • Joel Jonata Ribeiro

    ótimo video e ótima recomendação.!!!!!!!!