europa02-photoa-plumes1042x1042-160919

Hubble Detecta Possíveis Plumas de Água Em Europa

Space Today
26 set 2016

Users who have LIKED this post:

  • avatar

europa02-photoa-plumes1042x1042-160919

Astrônomos usando o Telescópio Espacial Hubble, fizeram imagens do que pode ser plumas de vapor de água sendo expelidas pela superfície da lua Europa de Júpiter. Essa descoberta está de acordo com outras observações do Hubble de 2012 sugerindo que a lua congelada expele mesmo plumas de vapor de água.

As observações aumentaram a possibilidade de que missões para Europa possam ser capazes de estudar o oceano submerso do satélite sem precisar perfurar a sua crosta de gelo que tem quilômetros de extensão.

europa03-2up-1920x960-160922

europa05-illusta-orbit-3000x2400-160919

“O oceano de Europa é considerado como sendo um dos lugares mais promissores para abrigar vida no nosso Sistema Solar”, disse Geoff Yoder. “Essas plumas, se realmente existirem, podem fornecer uma outra maneira de se explorar a subsuperfície de Europa”.

Estima-se que as plumas tenham 200 km de extensão, e que o material depois cai sobre o próprio satélite. Europa tem um imenso oceano global que contém duas vezes mais água do que os oceanos da Terra, mas ele é protegido por uma camada de gelo extremamente fria e dura e de espessura desconhecida. As plumas fornecem uma oportunidade de se analisar amostras desse oceano, sem precisar perfurar essa camada gigantesca de gelo.

europa07-3up-1920x640-160922

europa09e-detail-960x1200-160922

O principal objetivo do grupo de astrônomos nesse estudo não era estudar as plumas de Europa, mas sim descobrir se o satélite tinha ou não uma fina atmosfera, ou uma exosfera. Para isso eles usaram a mesma técnica utilizada em estudo de exoplanetas, observando o satélite passando em frente de Júpiter, observando a silhueta, e se existisse uma atmosfera, seria possível detectá-la.

Em 10 trânsitos de Europa durante 15 meses, os astrônomos puderam detectar as plumas em 3 ocaisões.

europa09d-surface-1200x886-160922

europa10a-art-926x1200-160922

Esse trabalho fornece uma evidência que suporta a existência de plumas em Europa. Em 2012, outra equipe independente de pesquisadores detectou evidências de vapor d’água sendo expelido da região polar sul de Europa, e atingindo 160 km no espaço.

Embora as duas equipes tenham detectado as plumas de forma independente e com métodos diferentes, eles ainda não conseguiram detectar de forma simultânea as plumas em Europa. As observações sugerem que as plumas são altamente variáveis.

Se confirmadas as plumas, Europa seria o segundo satélite no Sistema Solar com plumas de vapor d’água. Em 2005, a sonda Cassini detectou jatos sendo expelidos da superfície de Encélado.

O que os cientistas pretendem agora é esperar o James Webb e usar a sua capacidade de observação no infravermelho para confirmar a existência das plumas em Europa.

Fonte:

http://www.nasa.gov/press-release/nasa-s-hubble-spots-possible-water-plumes-erupting-on-jupiters-moon-europa

http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2016/33/full/

Artigos:

2012 – http://pt.slideshare.net/sacani/transient-water-vapourateuropassouthpole

2016 – http://pt.slideshare.net/sacani/probing-for-evidence-of-plumes-on-europa-with-hststis

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários