Gigantesco Iceberg Se Forma Na Antártica

Space Today
13 jul 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Recentemente, alguns satélites na órbita da Terra, e um projeto de pesquisa da Antártica feito por uma equipe britânica, testemunharam o nascimento de um imenso iceberg, que se formou de um pedaço de gelo que se separou da calota de gelo conhecida como Larsen C, na Antártica. Essa separação aconteceu em algum momento entre o dia 10 e 12 de Julho de 2017. O projeto MIDAS, um projeto de pesquisa da Antártica baseado no Reino Unido foi o primeiro a reportar esse desprendimento. O satélite Aqua da NASA registrou imagens, e junto com o satélite Suomi-NPP da NASA/NOAA, obteve-se a confirmação da separação.

A formação desse novo iceberg não foi uma surpresa, os cientistas já estavam atento e estavam monitorando o crescimento de uma gigantesca rachadura na calota de gelo Larsen C, por muitos anos.

A Larsen C, é uma plataforma de gelo glacial flutuante que fica no lado leste da Península Antártica. Ela é a quarta maior calota de gelo do continente gelado da Terra. Por décadas, até 2014, uma rachadura vinha crescendo de forma lenta na calota de gelo, até que repentinamente, ela começou a crescer rapidamente. O resultado, foi a formação de um novo iceberg.

Agora que esse gigantesco pedaço de gelo com 5800 quilômetros quadrados de área se soltou, a Larsen Ce, diminuiu em 10% o seu tamanho.

O interessante é pensar o que vai acontecer depois, como o resto da plataforma congelada irá responder. A plataforma de gelo irá se enfraquecer? Irá colapsar, como as vizinhas Larsen A e B? Será que as geleiras por trás da plataforma irão acelerar e ter uma contribuição direta para o aumento do nível dos mares? Ou será que esse é um evento normal?

O iceberg formado tem um tamanho que impressiona, ele é do tamanho do estado norte-americano de Delaware, tem 4 vezes o tamanho da cidade de Londres, duas vezes o tamanho de Luxemburgo, metade do tamanho do Qatar, sete vezes o tamanho da cidade de Nova York. O volume é equivalente ao dobro do volume do Lago Erie. Com a água do iceberg seria possível encher 462 milhões de piscinas olímpicas.

Fonte:

http://earthsky.org/earth/iceberg-delaware-larsen-c-antarctic-peninsula

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.