Conheça o Lugar Mais Frio do Universo – Space Today TV Ep.1393

Space Today
2 ago 2018

—————————————————————————–

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!

http://www2.spacetodaystore.com

Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

—————————————————————————–

Em Maio de 2018, chegou na ISS, um equipamento chamado de CAL – Cold Atom Laboratory.

O CAL é um equipamento que será dedicado a estudar as leis fundamentais da natureza usando para isso gases quânticos ultrafrios na microgravidade.

Calma, isso não é nenhuma seita nova e nem estou querendo que você compre nenhum tipo de cura milagrosa.

Os átomos ultrafrios são partículas quânticas precisamente controladas, que fornecem uma plataforma ideal para o estudo de fenômenos quânticos e com potenciais aplicações em tecnologias quânticas.

O CAL é o primeiro equipamento desse tipo no espaço, o que é um sonho para os pesquisadores.

Na Terra esses equipamentos possuem o tamanho de uma sala, e o CAL tem o tamanho de uma pequena geladeira.

O primeiro laboratório desse tipo em Terra surgiu em 1995.

O objetivo desse equipamento é produzir nuvens de átomos ultrafrios, conhecidos como Condensados de Bose-Einstein, ou BEC em inglês.

Os BECs são criados em armadilhas de átomos, ou em contâiners sem fricção ou usando lasers.

Em Terra, quando essas armadilhas são desligadas, a gravidade puxa esses átomos, e os cientistas só têm uma fração de segundo para estuda-los.

Na microgravidade não, lá os cientistas podem observar BECs individuais por 5 a 10 segundos e ainda têm a capacidade de repetir as medias por 6 horas durante um dia.

Além disso, na microgravidade as temperaturas podem ser extremamente baixas.

E foi isso que aconteceu recentemente, o CAL foi utilizado pela primeira vez, produzindo BECs de átomos de rubídio com uma temperatura de 100 nanoKelvin, ou seja, um décimo de milionésimo acima do zero absoluto que são -273 graus Celsius.

O que acontece é que nessa temperatura ultrajaria, os átomos no BEC começam a se comportar diferente de qualquer coisa observada na Terra.

De fato, os BECs são caracterizados como sendo o quinto estado da matéria, diferente do gás, líquido, sólido e plasma.

Em um BEC, os átomos agem mais como onda do que como partículas, essa natureza ondulatória dos átomos normalmente só é observada em escalas microscópicas.

Porém, os átomos ultrafriosassumem o seu estado de energia mais baixo , todos eles juntos são como um super átomo, ou uma nuvem de átomos e isso faz com que essa característica possa ser estudada em escala macroscópica.

Além de átomos de rubídio o CAL usará também dois diferentes isótopos de átomos de potássio.

Esse ponto dentro do CAL se tornou o lugar mais frio do espaço e a menor temperatura atingida pelo homem, e os pesquisadores acreditam que em breve conseguiram baixar mais ainda a temperatura e dentro da ISS nós teremos o ponto mais frio do universo.

Só por comparação o lugar mais frio do universo é a Nebulosa do Bumerangue que tem uma temperatura de -272 graus Celsius, ou seja, 1 grau acima do zero absoluto. O CAL já bateu fácil esse recorde.

E para que tudo isso?

Para se estudar a matéria no seu estado mais fundamental, além disso, como eu já falei para vocês, acredita-se que nessas condições seria possível até descobrir o Planeta 9 pelas perturbações que seriam detectadas.

Fontes:

https://phys.org/news/2018-07-space-station-ultracold-milestone.html

https://www.livescience.com/63227-bose-einstein-condensate-space-station-coldest.html

https://www.livescience.com/32259-whats-the-coolest-place-in-the-universe.html

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.