CiencTecTV Ep.42 – A Mais Nova Imagem de Andrômeda Registrada Pelo Hubble

Space Today
8 jan 2015

Sharpest ever view of the Andromeda Galaxy

observatory_150105Os astrônomos que trabalham com o Telescópio Espacial Hubble lançaram a maior e mais nítida imagem da Galáxia de Andrômeda, a M31, já feita na história.

A imagem realmente impressiona, primeiro pelo fato de não mostrar a galáxia toda, ela apresenta somente 1/3 da dimensão da M31, mas nesse pedaço, pode-se encontrar cerca de 100 milhões de estrelas, milhares de aglomerados estelares, tudo isso confinado numa porção com cerca de 40000 anos-luz de comprimento.

The area around the Andromeda Galaxy (ground-based image)

Além disso, impressiona também, o tamanho da imagem, 1.5 bilhão de pixels, que precisaria de 600 TVs HD para ver a imagem completa.

Na imagem é possível ver com clareza os grupos de estrelas azuis, indicando os aglomerados estelares e as regiões de formação de estrelas nos braços espirais, além das linhas escuras de poeira e a distribuição suave por toda a galáxia de estrelas vermelhas mais frias, indicando a evolução da galáxia no decorrer de bilhões de anos.

Wide-field view of the Andromeda Galaxy showing the extent of th

A imagem é um marco nos estudos das galáxias espirais, e isso é importante pois essas galáxias abrigam a maior parte das estrelas do universo. A clareza da imagem, e as revelações que ela trará são fatores que ajudarão os astrônomos a interpretarem a luz proveniente de muitas galáxias que possuem uma estrutura similar.

Um fato interessante é que por estar a “apenas” 2.5 milhões de anos-luz de distância da Terra, a M31 é um alvo muito grande para o Hubble, se comparado com os alvos que ele normalmente mira. Seu diâmetro completo no céu é 6X o diâmetro da Lua Cheia e o Hubble precisou fazer 411 imagens para montar o mosaico apresentado.

Annotated section of Hubble image of the Andromeda Galaxy

Essa é imagem é um dos produtos do programa Panchromatic Hubble Andromeda Treasury. As imagens foram obtidas no ultravioleta próximo, na luz visível e no infravermelho com a Advanced Camera for Surveys do HST.

A imagem mostra a galáxia na sua cor natural para a luz visível fotografada usando os filtros azul e vermelho.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/news/heic1502/

Post no Blog sobre a imagem dos Pilares da Criação:

http://spacetoday.com.br/imagens/comecam-as-comemoracoes-dos-25-anos-do-hubble-uma-revisita-aos-pilares-da-criacao/

Meus Contatos:

BLOG:

http://spacetoday.com.br

FACEBOOK:

http://www.facebook.com/cienctec

TWITTER:

http://twitter.com/cienctec1

Arte do Canal:

Murilo Almeida // murilo.me

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários