Cataratas de Lava Registradas Pela Câmera HiRISE em Marte

Space Today
28 jun 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Vários pesquisadores estão normalmente ocupados com a questão da água ter fluído ou ainda fluir na superfície marciana, porém outros fluidos também passaram por ali. Essa imagem, por exemplo, feita pela sonda MRO mostra um dos muitos exemplos em Marte, onde fluxos de lava, quando a lava estava derretida, se comportam de maneira muito similar ao fluxo de água.

Essa imagem representa o anel norte de uma cratera com 30 quilômetros de diâmetro localizada na parte oeste da província vulcânica de Tharsis. A imagem mostra que um fluxo de lava veio de norte-nordeste ao redor do anel da cratera, e atingiu diferentes níveis, graças às irregularidades e aos terraços na parede da cratera, produzindo algo muito parecido com quedas de água, como observado, por exemplo, nas Cataratas do Iguaçu. Essas cataratas de lava produziram no final um depósito quase circular. Mas pode-se observar que os fluxos de lava não foram suficiente para cobrir completamente o assoalho da cratera. Isso é evidenciado pelas lavas de coloração mais escura que se sobrepõem a depósitos mais velhos, possivelmente mais empoeirados e mais claros localizados no assoalho da cratera.

A imagem cobre três cataratas de lavas na região central norte da parede da cratera. Os fluxos de lava e as cataratas são distintos, já que eles são mais rugosos do que as feições originais que são mais suaves. É possível ver na imagem detalhada que o fluxo de lava com uma textura bem rugosa cai de um determinado nível, então se estreita, até encontrar outro nível de queda onde se abre como um leque e assim vai até atingir o assoalho da cratera.

A imagem tem uma escala de 50 cm por pixel. Na imagem original, a escala é de 54.5 cem por pixel, com um binning de 2 x 2, objetos da ordem de 164 centímetros podem ser observados. O norte na imagem está para cima.

A Universidade do Arizona em Tucson, opera a câmera HiRISE, que foi construída pela Ball Aerospace & Technologies Corp., em Boulder no Colorado. O Laboratório de Propulsão a Jato, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena, na Califórnia, gerencia o Mars Reconnaissance Project para o Science Mission Directorate da NASA em Washington.

Crédito da imagem: NASA/JPL-Caltech/Univ. of Arizona

Fonte:

https://www.nasa.gov/image-feature/jpl/pia21763/the-niagara-falls-of-mars

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.