esp_042223_1890

Câmera HiRISE Faz Imagem Espetacular De Dunas de Areia e do Terreno Fraturado de Marte

Space Today
9 out 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

esp_042223_1890

A câmera High Resolution Imaging Science Experiment, ou HiRISE, que viaja na órbita de Marte a bordo da sonda Mars Reconnaissance Orbiter, frequentemente faz imagens das dunas de areia marcianas para poder estudar a mobilidade do solo. Essas imagens fornecem informações sobre a erosão e o movimento do material na superfície, sobre o vento e sobre os padrões climáticos, e até mesmo sobre os grãos que formam o solo e sobre o tamanho desses grãos. Contudo, olhando o passado das dunas, as imagens também revelam a natureza do substrato que existe abaixo delas.

Dentro dos espaços entre as dunas, uma superfície resistente e altamente fraturada é revelada. O terreno fraturado é resistente à erosão pelo vento e sugere que o material é o embasamento que está agora quebrado por uma história de esforços de flexão ou mudanças de temperatura como o resfriamento, por exemplo.

De maneira alternativa, a superfície pode ser uma camada sedimentar que uma vez foi úmida e encolheu, nesse processo, enquanto secava, se fraturou, como uma gigantesca greta de lama. Em ambos os casos, as fraturas indistintas e relativamente pequenas aprisionaram a duna escura que marchou sobre elas. Agora, as fraturas tornaram-se um pouco mais distintas, permitindo que nós pudéssemos examinar a orientação, e os espaçamento das fraturas, para aprender mais sobre os processos que as formaram.

Essa imagem é o produto da observação ESP 042223 1890 da HiRISE, feita no dia 30 de Julho de 2015, às 14:33 hora local de Marte. A duna e as fraturas mostradas nessa imagem estão nas coordenadas 8.719 graus norte de latitude e 67.347 graus leste de longitude.

A HiRISE é um dos seis instrumento a bordo da sonda Mars Reconnaissance Orbiter. A Universidade do Arizona em Tucson, opera a HiRISE, que foi construída pela empresa Ball Aerospace & Technologies Corp. , localizada em Boulder, no Colorado. O Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena, gerencia o projeto da Mars Reconnaissance Orbiter para o Science Mission Directorate da NASA, em Washington. A empresa Lockheed Martin Space Systems, em Denver, no Colorado, construiu o módulo orbital e colabora com o JPL na sua operação.

Fonte:

https://www.nasa.gov/image-feature/all-along-the-fractures

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários