image_2944e-Ultra-Diffuse-Galaxies

Astrônomos Descobrem 854 Galáxias Ultra-Difusas no Aglomerado da Coma

Space Today
23 jun 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

image_2944e-Ultra-Diffuse-Galaxies

Um grupo de astrônomos, liderado pelo Dr. Jin Koda da Stony Brook University, descobriu 854 galáxias ultra-difusas, as chamadas UDGs no Aglomerado de Coma, usando imagens obtidas com o Telescópio Subaru. Essas galáxias estão muito distantes, a cerca de 300 milhões de anos-luz e muitas delas, 332, são do tamanho da Via Láctea.

O Dr. Koda e seus colegas disse que seu estudo foi motivado pela recente descoberta de 47 UDGs no Aglomerado de Coma pelos astrônomos usando o Dragonfly Telephoto Array.

As galáxias do Subaru mostram uma distribuição concentrada ao redor do centro do aglomerado, sugerindo fortemente que a grande maioria fazem parte do aglomerado.

“Elas são uma população passivamente em desenvolvimento, localizando ao longo da sequência vermelha no diagrama de cor e magnitude sem a assinatura da emissão de H-alpha. A formação de estrelas, foi, portanto extinta no passado”, dizem os astrônomos.

image_2814_2e-Dragonfly-17

Muitas UDGs são similares em tamanho à nossa Via Láctea, mas tem somente 1/1000 das estrelas que a nossa galáxia possui.

Os cientistas especulam que essas galáxias provavelmente têm altas frações de matéria escura já que elas sobreviveram aos fortes campos de maré do aglomerado.

“As galáxias não só aparecem muito difusas, mas também elas são muito provavelmente envelopadas por algo muito massivo”, disse o Dr. Koda, principal autor do estudo aceito para publicação no Astrophysical Journal Letters.

A quantidade de matéria visível que as UDGs possuem, menos de 1%, é extremamente baixa, se comparada com a fração média no universo.

“Essas UDGs podem oferecer ideias sobre o modelo de formação de galáxias. Contudo, é necessário mais trabalho para ser feito para se poder entender essas galáxias e seu lugar no quadro padrão da formação de galáxias”, dizem os cientistas.

“Observações espectroscópicas no futuro podem revelar a história da formação de estrelas nessas galáxias escuras”.

Fonte:

http://www.sci-news.com/astronomy/science-ultra-diffuse-galaxies-coma-cluster-02944.html

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários