Astronomia A Serviço da Arqueologia – Raios Cósmicos Detectam Cavidade Na Grande Pirâmide do Egito

Space Today
2 nov 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Sabe quando a gente fala que a astronomia tem várias aplicações, e se você estudar astronomia, poderá aplicar esse conhecimento em várias áreas?

Isso não só é verdade como será comprovado nessa notícia que acaba de sair.

Um grupo de pesquisadores utilizou os raios cósmicos para estudar o interior da Grande Pirâmide do Egito e com isso descobriram uma cavidade até então desconhecida nesse belo monumento.

As pirâmides do Egito já são cercadas de mistérios, e de histórias, quem as construiu, como foi feita a sua construção, para que serviam, porque estão alinhadas como estão e por aí vai. E agora, mais essa uma cavidade que até então era desconhecida.

A Grande Pirâmide se difere das outras por possuir uma complexa digamos arquitetura interna, no seu interior existe a chamada Grande Galeria, a Câmara do Rei e a Câmara da Rainha, além de corredores e galerias menores.

Para quem quer saber tudo sobre as Pirâmides recomendo o canal do Mateus o Assombrados, lá ele tem especial sobre tudo isso.

Vamos falar de como foi feita essa descoberta.

Os raios cósmicos bombardeiam a Terra constantemente, e quando eles interagem com os átomos que estão na alta atmosfera da Terra, eles geram partículas chamadas de múons.

Essas partículas viajam a uma alta velocidade, perto da velocidade da luz e atingem o nosso planeta num fluxo de 10000 partículas por metro quadrado por minuto.

As rochas possuem a propriedade de absorver ou defletir os múons enquanto que nas cavidades, eles atravessam sem interação nenhuma.

Os pesquisadores então instalaram nas paredes da Grande Pirâmide filmes de emulsão nuclear desenvolvidos na universidade de Nagoya, como esses filmes não precisam de instalação elétrica nem nada, eles praticamente não danificam a pirâmide e por isso são ideias para essa aplicação.

Assim os múons viajam penetram a pirâmide interagem com as paredes, e marcam o filme, ao marcar o filme é possível medira a direção da trajetória desses múons e onde não aconteceu a interação, você tem uma cavidade detectada.

Para isso foram necessários muitos meses de aquisição de dados para se chegar a essa descoberta.

Para poder comprovar a descoberta feita com os múons os pesquisadores realizaram simulações computacionais, e ainda fizeram imageamento do interior da pirâmide com outras duas técnicas que também utilizam os múons mas são mais complexas pois consistem na instalação de detectores tanto na parte interna como na parte externa da pirâmide.

Várias das estruturas internas da Grande Pirâmide foram descobertas no passado aplicando técnicas geofísicas, principalmente a gravimetria e o radar de penetração de solo, ou GPR, essas técnicas são muito utilizadas pela arqueologia e dão resultados excelentes.

A descoberta é sensacional, não se sabe ainda porque existe tal cavidade e para que ela era utilizada, é mais um mistério para quem gosta de estudar as pirâmides do Egito e o principal, é espetacular ver a astronomia ser aplicada nesse tipo de estudo.

Discovery of a big void in Khufu’s Pyramid by observation of cosmic-ray muons from Sérgio Sacani

Fonte:

https://phys.org/news/2017-11-scientists-hidden-chamber-egypt-great.html

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.