esp_042360_1755

As Camadas Sedimentares e as Fraturas de Ophir Chasma em Marte

Space Today
10 nov 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

esp_042360_1755

Ophir Chasma, forma a porção norte do vasto sistema de cânions em Marte, conhecido como Valles Marineirs, e essa imagem, adquirida no dia 10 de Agosto de 2015, pela câmera High Resolution Imaging Science Experiment (HiRISE) a bordo da sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA, mostra uma pequena parte da sua parede e do seu assoalho.

A parede rochosa mostra muitas camadas sedimentares e o seu assoalho é coberto com cadeias eólicas, que possuem um tamanho intermediário entre ondulações de areia e dunas de areia. As rochas protuberantes no assoalho podem ser intrusões vulcânicas de magma uma vez derretido que empurrou as camadas sedimentares ao redor e congelou no lugar.

Imagens como essa ajudam os geólogos a estudar os mecanismos de formação dos grandes sistemas tectônicas como o Valles Marineris. Tudo bem, eu sei que a palavra tectônica não significa a mesma coisa que na Terra, onde está relacionada ao movimento de placas tectônicas. Nesse caso a palavra tectônica se refere às enormes tensões e pressões  na crosta do planeta. As placas tectônicas representam o principal tipo de tectonismo na Terra, já Marte, não possui placas tectônicas.

A Universidade do Arizona, em Tucson, opera a HiRISE, que foi construída pela empresa Ball Aerospace & Technologies Corp., em Boulder, no Colorado. O Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, gerencia o Mars Reconnaissance Orbiter Project e o Mars Science Laboratory Project para o Science Mission Directorate da NASA, em Washington.

Fonte:

http://www.nasa.gov/image-feature/layers-and-fractures-in-ophir-chasma-mars

alma_modificado_rodape1051

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

  • Lucas Araújo

    nada de terremotos em marte então?