intheorythem_940x400

A Via Láctea Pode Ser Na Verdade Um Imenso Buraco de Minhoca Estável e Navegável

Space Today
23 jan 2015

intheorythem_940x400

observatory_150105Com base nas últimas evidências e teorias, a nossa galáxia poderia ser um imenso buraco de minhoca (ou um túnel no espaço-tempo), e, se isso for verdade, esse buraco de minhoca poderia ser estável e navegável. Essa é a hipótese levantada por um estudo publicado na revista Annals of Physics e conduzido com a participação da SISSA em Trieste. O artigo, o resultado de uma colaboração entre pesquisadores Indianos, Italianos e Norte-Americanos, faz a proposta para os cientistas repensarem a matéria escura de maneira mais precisa.

“Se nós combinarmos o mapa de matéria escura na Via Láctea com o mais recente modelo do Big Bang, para explicar o universo e criarmos a hipótese da existência de túneis no espaço-tempo, o que nós temos é que a nossa galáxia poderia realmente conter um desses túneis, e que o túnel poderia até mesmo ser do tamanho da própria galáxia. Mas tem mais”, explica Paolo Salucci, astrofísico da International Schook for Advanced Studies (SISSA) de Trieste e um especialista em matéria escura. “Nós poderíamos até mesmo viajar através desse túnel, já que, com base nos nossos cálculos, ele seria navegável. Algo como foi mostrado no filme interestelar”. Salucci está entre os autores do artigo recentemente publicado na Annals of Physics.

wormhole_graphic

Embora túneis no espaço tempo (ou buracos de minhoca, ou pontes de Einstein-Penrose) tenham ganho popularidade recentemente entre o público, graça ao filme do Christopher Nolan, eles já são o foco de estudo dos astrofísicos a muitos anos. “O que nós tentamos fazer em nosso estudo, foi resolver a equação que a astrofísica Murph, no filme, estava trabalhando. Claramente, nós conseguimos muito antes do filme ser lançado”, brinca Salucci. “Isso é, de fato, um problema extremamente interessante para os estudos relacionados com a matéria escura”.

“Obviamente, nós não estamos dizendo que a nossa galáxia é definitivamente um buraco de minhoca, mas simplesmente que, de acordo com os modelos teóricos, essa hipótese é uma possibilidade”. Ela poderia ser testada experimentalmente? “A princípio, nós poderíamos testá-la comparando duas galáxias – a nossa galáxia e outra galáxia bem próxima, a Nuvem de Magalhães, por exemplo, mas nós ainda estamos muito longe da real possibilidade de fazermos essa comparação”.

Para chegar às conclusões, os astrofísicos combinaram as equações da relatividade geral, com o mapa extremamente detalhado da distribuição da matéria escura na Via Láctea: “O mapa foi obtido num estudo feito em 2013”, explica Salucci. “Além da hipótese de ficção científica, a nossa pesquisa é interessante pois ela propõe uma reflexão mais complexa sobre a matéria escura”.

Como aponta Salucci, os cientistas têm a muito tempo tentado explicar a matéria escura por meio da hipótese da existência de uma partícula em particular, o neutralino, que, contudo, nunca foi identificado no CERN ou observado no universo. Mas teorias alternativas também existem e que não precisam da partícula, “e talvez esse é o momento para os cientistas levarem esse assunto de forma séria”, conclui Salucci. “A matéria escura pode ser uma outra dimensão, talvez até um grande sistema de transporte galáctico. Em qualquer caso, nós realmente precisamos começar a perguntar para nós mesmo, o que é isso”.

Fonte:

http://astronomynow.com/2015/01/21/milky-way-wormholes-could-be-a-galactic-transport-system/

alma_modificado_rodape105

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários