A Reserva de Pilanesberg na África do Sul Observada Pelo Satélite Sentinel-2B

Space Today
14 jul 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

A estrutura circular que domina essa imagem feita pelo satélite Sentinel-2 é conhecida como Pilanesberg, e é o resultado de mais de 2 bilhões de anos de atividade geológica. Uma vez, essa feição já foi uma complexa torre vulcânica com mais de 7000 metros de altura, milhões de anos de erosão, moldaram a paisagem deixando-a do jeito que é hoje: anéis concêntricos de colinas que surgem de uma planície ao redor com um diâmetro de cerca de 25 km.

Uma grande parte de Pilanesberg é uma reserva protegida, e é o lar dos chamados “big five”: o leão, o elefante, o búfalo, o rinoceronte e o leopardo. Além disso, existem ali outros animais, incluindo zebras, girafas e mais de 360 espécies de pássaros.

Dentro da estrutura circular é possível ver alguns corpos de água, o maior deles é o Makwe perto do centro. Antes da área ser uma reserva, fazendeiros da região usavam esse local para buscar água e acabaram criando esse lago, hoje a região atrai turistas do mundo inteiro que apreciam a vida selvagem.

A região ao redor de Pilanesberg é repleta de infraestrutura, como construções, estradas e até mesmo um estádio de futebol, observado na parte superior direita da imagem.

A África do Sul é o maior produtor mundial de platina, e muitas minas circundam o parque, elas são identificadas como áreas brilhantes na parte superior da imagem, ou como quadrados na parte de baixo da imagem.

Essa imagem foi capturada pelo satélite Copernicus Sentinel-2B no dia 18 de Maio de 2017.

Fonte:

http://www.esa.int/spaceinimages/Images/2017/07/Pilanesberg_South_Africa

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.