A Região de Formação de Estrelas Chamaeleon I Regsitrada Pelo Observatório Espacial Herschel

Space Today
27 nov 2017

Uma nuvem escura quando observada por telescópios ópticos, a região conhecida como Chamaeleon I, se revela como uma região muito ativa onde estrelas se formam, nessa bela imagem em infravermelho feito pelo Observatório Espacial Herschel da ESA. Localizada a somente 550 anos-luz de distância da Terra, na constelação de Chamaeleon, essa é uma das áreas mais perto da Terra, onde as estrelas estão ganhando vida.

Lançado em 2009, o Herschel observou o céu nos comprimentos de onda do infravermelho e no submilimétrico até 2013. Sensível ao calor que emana de pequenas frações da poeira fria misturada com as nuvens de gás onde as estrelas se formam, ele forneceu uma visão sem precedentes do material interestelar que permeia a Via Láctea.

O Herschel descobriu uma vasta e intrigante rede de estruturas filamentares, em todo o canto da galáxia, confirmando que os filamentos são elementos cruciais no processo de formação de estrelas.

Depois que a rede filamentar nasce dos movimentos turbulentos do gás no material interestelar, a gravidade toma conta da situação, mas somente nos filamentos mais densos que se tornam instáveis e se fragmentam em objetos compactos, esses objetos compactos seriam as sementes para a formação de novas estrelas.

A região Chamaeleon I não é uma exceção, com algumas estruturas alongadas atravessando a nuvem. A maior parte da atividade de formação de estrelas está acontecendo na convergência dos filamentos, na área brilhante no topo da imagem e numa região mais vasta à esquerda do centro da imagem, essas regiões mostram estrelas recém-nascidas que estão aquecendo o material ao redor.

Analisando imagens como essa, os astrônomos identificaram mais de 200 jovens estrelas nessa nuvem que tem cerca de dois milhões de anos de vida. A maior parte das estrelas ainda estão circundadas pelo disco do material que ficou nelas depois do processo de formação, discos esses que podem evoluir para a formação de planetas.

Devido ao fato de estar relativamente próxima de nós, a Chamaeleon I é um laboratório ideal para explorar os discos protoplanetários e suas propriedades usando os dados do Herschel.

Essa imagem foi publicada pela primeira vez no artigo abaixo, que apresentou um estudo dos discos protoplanetários existentes nessa região. Essa imagem também foi compartilhada durante uma campanha no Twitter chamada de #HerschelMoment que aconteceu em Setembro de 2017 para celebrar o legado do Observatório Espacial Herschel da ESA.

Essa imagem em três cores, combina as observações feitas com o Herschel em 70 micra (azul), 160 micra (verde) e 250 micra (vermelho), a imagem se espalha por 2.5 graus no comprimento, e na imagem, o norte está à direita e o leste para cima.

Identification of transitional disks in Chamaeleon with Herschel from Sérgio Sacani

Fonte:

http://www.esa.int/spaceinimages/Images/2017/11/Star_formation_in_the_Chamaeleon

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.