A Nuvem Molecular Escura Barnard 68

Space Today
8 out 2017

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Onde foram parar todas as estrelas? O que normalmente era considerado como sendo um buraco no céu, hoje é conhecido pelos astrônomos como uma nuvem molecular escura. Aqui, uma alta concentração de poeira e gás molecular absorve praticamente toda a luz visível emitida pelas estrelas de fundo. Isso faz com que o interior das nuvens moleculares sejam considerados um dos lugares mais frios e mais isolados do universo. Uma das nebulosas escuras de absorção mais notáveis, é a mostrada nessa imagem que fica na constelação de Ophiuchus, e é conhecida como Barnard 68. Nenhuma estrela é visível no centro da nebulosa escura indicando que a Barnard 68 é relativamente próxima, algumas medidas a colocam a cerca de 500 anos-luz de distância e com meio ano-luz de diâmetro. Não se sabe exatamente como as nuvens moleculares como a Barnard 68 se formam, mas o que se sabe é que essas nuvens moleculares são locais bem prováveis para a formação de novas estrelas. De fato, a Barnard 68 é provavelmente um local que deve colapsar e formar uma nova estrela. É possível olhar através da nuvem molecular na luz infravermelha.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap171008.html

 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.