A Nebulosa da Tarântula

Space Today
19 nov 2017

A Nebulosa da Tarântula tem mais de mil anos-luz de diâmetro, e é uma gigantesca região de formação de estrelas dentro da galáxia satélite da Via Láctea, a Grande Nuvem de Magalhães, localizada a cerca de 180 mil anos-luz de distância da Terra. A maior e mais violenta região de formação de estrelas conhecida em todo Grupo Local de galáxias, o aracnídeo cósmico é mostrada nessa bela imagem que é uma composição de dados de banda estreita centrados na emissão dos átomos de hidrogênio e oxigênio ionizados. Dentro da Tarântula, que oficialmente é conhecida como NGC 2070, a radiação intensa, os ventos estelares e as ondas de choque de supernovas do aglomerado central de estrelas massivas, catalogado como R136, energiza o brilho nebular e forma os filamentos que lembram uma aranha. Ao redor da Tarântula são encontradas outras regiões de formação de estrelas com jovens aglomerados de estrelas, filamentos e nuvens na forma de bolhas. De fato, o frame inclui o local onde a supernova mais próxima da era moderna foi registrada, a SN 1987A. O rico campo de visão se espalha por cerca de 1 grau, ou seja, 2 Luas Cheias, na constelação de Dorado. Se a Nebulosa da Tarântula fosse mais perto da Terra, cerca de 1500 anos-luz de distância, como é o caso da Nebulosa de Orion, ela ocuparia metade do céu.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap171116.html

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários

© 2014 Space Today | Todos os direitos reservados.