A Imagem Mais Impressionante das Perseidas em 2015 – Perseidas Sobre Kolonica Saddle

Space Today
27 ago 2015

Users who have LIKED this post:

  • avatar

2015_08_08-15_Kolonice_Perseidy_1500px

Na última segunda-feira, dia 24 de Agosto de 2015, postei uma foto da chuva de meteoros das Perseidas, simplesmente espetacular, feita na Eslováquia. E depois de muito pesquisar, encontrei uma bela descrição dela que venho aqui compartilhar com vocês.

A chuva de meteoros anual das Perseidas, aconteceu no ano de 2015, em condições espetaculares. A Lua Nova ocorreu um dia depois do máximo da chuva que foi entre 6:30 e 9:00 UTC no dia 13 de Agosto de 2015. A última vez que a chuva das Perseidas aconteceu de maneira a coincidir com a Lua Nova foi em 2013, e a próxima vez será em 2018.

O fotógrafo conta que resolveu enfrentar o risco de pegar um tempo ruim, e para tentar fugir ao máximo ele escolheu uma bela localização na parte leste da Eslováquia, onde ele pôde encontrar o ponto ideal, o chamado Poloniny Dark Sky Park. A decisão mostrou-se absolutamente perfeita.

Mesmo se o clima seco e empoeirado, como acontece em quase todas as noites sem Lua, destacassem a poluição luminosa de cidades longínquas, especialmente na Ucrânia, a prateada Via Láctea, estava muito bonita subindo acima do horizonte.

Como membro da expedição meteórica para a juventude no Observatório de Kolonica, o fotógrafo tinha um grande interesse em capturar a chuva das Perseidas. Ele gastou 6 noites sob o céu de Poloniny e registrou a fantástica imagem que podemos ver acima.

Você pode contar 174 meteoros das Perseidas, capturados entre os dias 8 e 14 de Agosto de 2015. Olhando os céus na imagem, o fotógrafo aparece de pé, acima do Kolonica Saddle curtindo o show, apesar da ameaça sempre constante de Ursos Marrons Selvagens. A fireball mais brilhante na parte superior da imagem foi de magnitude -7 e foi seguida de uma cauda meteórica, colorida, essa firebal específica foi registrada no dia 14 de Agosto de 2015, duas horas antes do Sol nascer. Na Via Láctea pode-se observar, ou notar a presença de numerosas nebulosas, como a NGC 7000, a Nebulosa da América do Norte, a NGC 896, a Nebulosa da Alma e do Coração, ou NGC 1499, a Nebulosa da Califórnia, na parte superior esquerda da imagem, entre outras.

As cores dos meteoros são causadas pela excitação dos vários átomos e moléculas durante a passagem do aerólito pela atmosfera da Terra, bem como as partículas de ar, entre 140 e 180 km acima da terra, onde está a energia dada pela velocidade de entrada de aproximadamente 59 km/s dos detritos do Cometa 109P/Swift-Tuttle. O cometa visitou o Sistema Solar interno em 1992, e a próxima vez que ele retornará será em 2126. Mas a chuva de meteoro continuará todos os anos.

Para fazer a imagem espetacular, o fotógrafo utilizou uma Canon 6D com um filtro IR Baader Modificado, uma lente Sigma de 15 mm e f/2.8. Para a imagem foi usada um a multi exposição do céu e o fundo foi colado posteriormente. Os meteoros foram registrados para uma correção geométrica e adicionados à máscara do céu individualmente. O mosaico do céu é composto de 4 segmentos, cada um adquirido com 30 imagens com 120 segundos de exposição, a partir de uma montagem EQ-3, abertura em f/4.5 com ISSO 4000. O primeiro plano foi adquirido, com a câmera em tripé, e é constituído de dois segmentos, cada um deles sendo 30 imagens com 20 segundos de exposição cada uma, abertura em f/3.5 e ISSO 8000. Os meteoros foram capturados com os mesmos parâmetros das imagens obtidas do primeiro plano. A imagem final, que vocês estão vendo é na verdade o resultado do processamento de mais de 120 GB de dados, que foram usados para calibrações, empilhamentos, colagens e para criar a visão incomum, mas que de maneira perfeita mais favorece a chuva de meteoros das Perseidas.

Fonte:

http://www.astronom.cz/horalek/?p=1700

alma_modificado_rodape1051

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários