A anã marrom mais ‘pura’ encontrada até agora

Space Today
28 mar 2017

Por Yara Laiz Souza

A equipe do pesquisador Dr. ZegHua Zhang do Instituto de Astrofísica das Ilhas Canárias encontraram uma estrela anã marrom com a composição mais ‘pura’ e a mais alta massa já encontrada até então. Conhecida como SDSS J0104 + 1535, ela faz parte do hall das estrelas mais antigas da nossa galáxia. É composta por cerca de 99,99% de hidrogênio e hélio – faltando só um empurrãozinho para que ela começasse a fundir elementos em seu núcleo.

As anãs marrons estão no limiar entre um planeta gasoso e uma estrela de fato. Sua massa é pequena demais para começar a fundir elementos, mas geralmente não são tão massivos que planetas gasosos.

Esta anã marrom em questão está a cerca de 750 anos-luz de distância de nós e localizada na constelação de Peixes. Além dos seus 99,99% de hidrogênio e hélio em sua composição, esta anã marrom formou-se há 10 bilhões de anos atrás e tem uma massa equivalente a 90 vezes a de Júpiter. Isto a torna a anã marrom mais maciça encontrada até então.

Créditos: John Pinfield

“Nós realmente não esperávamos ver anãs marrons tão puras. Tendo encontrado uma, embora muitas vezes sugira que há uma população muito maior ainda desconhecida, eu ficaria muito surpreso se não houvesse muitos objetos semelhantes lá fora, esperando para serem encontrados”, comenta Dr. Zhang.

Anteriormente, os cientistas não sabiam que anãs marrons poderiam forma-se a partir de gases tão primordiais e a descoberta aponta para uma quantidade muito maior desses astros no espaço profundo ainda mergulhados no desconhecido. A equipe espera poder jogar uma luz nessa nova natureza de anãs marrons para que descobertas ainda mais fantásticas possam acontecer.

Veja mais: http://www.astrobio.net/also-in-news/astronomers-identify-purest-massive-brown-dwarf/

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Tumblr

Comentários